10/08/2022

Instituto de Longevidade MAG dá dicas de como abrir um negócio após os 50 anos

O Instituto realizou um bate-papo com especialistas, que ressaltaram a importância de fazer um planejamento básico do negócio e outras estratégias para empreender
instituto

Quais são os primeiros passos para se ter um empreendimento de sucesso após os 50 anos? O tema foi discutido pelo Instituto de Longevidade MAG, em bate papo mediado pela jornalista e educadora financeira, Janaia Gimanel, com a participação de Gabriela Reis, do Instituto; e Carla Panisset, coordenadora de comunidade do SEBRAE.

Uma pesquisa realizada pelo SEBRAE em 2021 sobre empreendedorismo mostrou que 26 milhões de pessoas são donas de negócios no país, e que apenas 7,3% dessas pessoas têm mais de 65 anos. “Isso é uma curva que até 2020 vinha ascendendo”, comentou Carla. “Notamos que a participação dos mais velhos dentro do mundo do empreendedorismo foi altamente impactada pelas questões da Covid-19, mas ela vem indicando cada vez mais um aumento dessa parcela da população no mundo do empreendedorismo”, complementou.

As convidadas também falaram sobre as principais questões que as pessoas precisam pensar antes de empreender na área. Como por exemplo fazer um planejamento básico do seu negócio, procurar parcerias, buscar conhecimento sobre ferramentas digitais, criar redes de networking, entre outros.

“Empreender pode ser para todos, é possível, ninguém nasce com essas habilidades empreendedoras, mas todos podem desenvolvê-las”, informa a especialista. “Para um grupo da sociedade o empreendedorismo é a única alternativa de geração de renda. Quando olhamos os dados sobre o trabalho no Brasil, cada vez mais o número de contas próprias tem aumentado por conta de mudanças no mercado de trabalho formal”, opina Carla.

Além disso, segundo Gabriela, pessoas com realidades diferentes trazem uma nova ótica moldada pelas experiências de vida que elas tiveram ao longo de sua trajetória, o que mostra a importância da diversidade para os negócios.

Gabriela também comentou sobre como o empreendedorismo pode ser uma saída para muitas pessoas, principalmente para os mais velhos. “O empreendedorismo acaba sendo um campo muito fértil para essas pessoas, uma vez que o mercado de trabalho é excludente para determinados grupos, então as pessoas veem o empreendedorismo como uma alternativa pra começar a ter sua geração de renda e contribuir para sociedade”, destaca a colaboradora do Instituto de Longevidade MAG.

N.F.
Revista Apólice