05/07/2022

Demanda por seguro automóvel tem alta de 30% em maio

Na comparação com igual mês de 2021, indicador medido pela Neurotech traz como destaque os estados do Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo
seguro

A demanda por seguro automóvel registrou alta de 30% em maio deste ano quando comparada a igual mês de 2021. É o que revela o Índice Neurotech de Demanda por Seguros (INDS). O indicador mede mensalmente o comportamento e o volume das consultas na plataforma da Neurotech.

Em maio, o INDS destacou os estados do Paraná (32,91%), Rio Grande do Sul (30,77%) e São Paulo (24,47%), entre os três primeiros do ranking. Foram seguidos por Rio de Janeiro e Minas Gerais, com alta de 22,55% e 17,86%, respectivamente.

Em relação a abril deste ano, o crescimento do indicador nacional foi de 18,79%. O movimento foi puxado pela retomada das vendas de veículos novos, que tiveram melhor resultado do ano segundo a Fenabrave. Em maio, o comércio de veículos novos subiu 27,1% na comparação com abril, entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus.

Com volume próximo ao de maio de 2021, que registrou uma leve queda de 0,8%, a associação considerou o resultado do mês passado surpreendente, ainda que no acumulado desde o primeiro dia do ano as vendas mostrem queda de 17%, com 739,9 mil unidades licenciadas nos cinco primeiros meses do ano.

Daniel Gusson, superintendente Comercial de Seguros da Neurotech, avalia que um dos motivos para a procura pela seguro automóvel, além da busca de melhores condições de preço e o aumento das vendas de veículos novos, é a retomada da circulação a patamares iguais aos de anteriormente à pandemia.

N.F.
Revista Apólice