10/08/2022

Porto aposta no mercado de locação e lança portal de anúncios

Plataforma Olho Mágico, novo serviço da companhia, chega com 40 mil anúncios cadastrados e adquirindo uma empresa de tecnologia que vai apoiar na digitalização de imobiliárias parceiras
locador

A Porto anunciou ontem, 13 de abril, o lançamento do Olho Mágico, uma plataforma para aluguel de imóveis. A partir da parceria com imobiliárias espalhadas pelo Brasil, a companhia une a facilidade de uma contratação online e a segurança que é característica de todos os seus produtos. A ferramenta chega ao mercado com mais de 40 mil anúncios publicados e ainda adquire a Nido Tecnologia, uma empresa focada em sistemas de gestão para imobiliárias.

Segundo Vicente Conde, head do Olho Mágico, a plataforma nasce após um longo período de testes e aprimoramentos. “A ideia é construirmos uma experiência mágica em conjunto com imobiliárias e corretores de seguros que desejem alcançar esse sonho conosco. Mesmo em fase de testes, antes de seu lançamento oficial, alcançamos números impressionantes. Foram 5 mil contratos fechados no período, mais de 40 mil anúncios e centenas de imobiliárias cadastradas. Para os próximos meses, o objetivo é seguir aprimorando nossos serviços e levar soluções seguras para nossos clientes, que podem contar com a Porto em todas as fases da vida”, destaca o executivo.

Com a plataforma cada vez mais unificada, o inquilino poderá não só buscar seu novo lar, contando com uma interface intuitiva e completa, como também seguir com toda etapa de escolha de garantias e contratação em um único lugar. “Para as nossas imobiliárias parceiras, estamos trabalhando para disponibilizar soluções inovadoras que permitirão redução de custos operacionais e aceleração da jornada de locação, além de diminuição da vacância dos imóveis. Por meio da nossa tecnologia, queremos melhorar a experiência dos inquilinos e tornar o processo de locação mais acessível”, diz Conde.

O Olho Mágico chega com o desejo de simplificar o processo de aluguel de imóveis, a alternativa de moradia para uma importante parcela da população brasileira. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem 13,3 milhões de casas e apartamentos alugados no Brasil, representando 18,3% dos imóveis no país. Desse número, a maior concentração de residências alugadas está no Centro-Oeste (23%) e no Sudeste (20,8%). Esse mercado movimenta mais de R$ 220 bilhões de reais todos os anos.

“O mercado é gigante, mas precisamos voltar nossos olhares para cada pessoa que busca um imóvel para chamar de lar. Pensamos na jornada digital pela agilidade que ela traz, além da facilidade de resolver a parte burocrática em poucos cliques”, justifica o executivo. Para ele, a plataforma busca unir toda a conveniência da tecnologia ao atendimento exclusivo de imobiliárias parceiras da Porto para transformar o aluguel em um processo mais simples, ágil e seguro. Tudo isso colocando as imobiliárias no centro da estratégia. É importante frisar que anunciar no Olho Mágico é 100% gratuito.

Tecnologia é a chave do negócio

A Porto também anunciou a aquisição, por meio do Olho Mágico, de 100% da Nido Tecnologia, empresa focada na digitalização de imobiliárias através de sistemas como CRM, ERP e outros. O principal motivador da negociação foi a visão da companhia sobre a necessidade de aumentar a presença no segmento, sendo a aquisição a melhor opção.

“O nosso investimento no segmento de sistemas imobiliários reforça o compromisso de oferecer boas soluções para imobiliárias e clientes. A Nido é atualmente uma das principais empresas de tecnologia do ramo. Essa capacidade técnica e agilidade vai nos permitir crescer em um setor em constante transformação, como o de imóveis, auxiliando também o crescimento contínuo das imobiliárias parceiras da seguradora”, explica Conde.

Mesmo tendo sido adquirida em sua totalidade, a gestão da Nido continuará independente, o que reforça o compromisso de transparência perante outros players de mercado. Mais informações sobre a empresa estão disponíveis no site.

A conclusão da transação está sujeita ao atendimento de condições precedentes.

N.F.
Revista Apólice