10/08/2022

Fundación Mapfre anuncia finalistas brasileiros dos Prêmios à Inovação Social

No Brasil, as iniciativas Mais Vivida, Lysa Cão Guia Robô e Epistemic foram as escolhidas para disputar a grande final na Espanha
inovação

Apoiar e promover iniciativas transformadoras que gerem impacto social e transformem o mundo. Esse é o objetivo dos Prêmios à Inovação Social Fundación Mapfre, que chega a sua fase final. Com inscrições divididas em três regiões: Brasil, Europa e demais países da América Latina, a premiação, que está em sua quinta edição, reuniu mais de 220 projetos nas categorias Economia sênior, Prevenção e Mobilidade; e Melhoria da saúde e Tecnologia digital (E-health).

No Brasil, as iniciativas Mais Vivida, Lysa Cão Guia Robô e Epistemic foram as escolhidas para disputar a grande final em abril, na Espanha, junto a projetos selecionados de outros países. Os vencedores, um por categoria, receberão um prêmio de 40 mil euros.

Inscrita dentro da categoria Melhora da Saúde, a Epistemic tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida de pessoas com epilepsia e de seus familiares por meio de um aplicativo, para registro de crises epiléticas e sintomas, e uma plataforma para acompanhamento médico. A startup também desenvolveu um dispositivo para ser usado na cabeça que tem a capacidade de prever crises com meia hora de antecedência. A Mais Vívida, finalista em Economia sênior, é uma plataforma de conexão entre jovens e o público maduro para ensino de tecnologia do dia a dia. Já a Lysa Cão Guia Robô pretende distribuir o robô Lysa, similar a um cão guia, para permitir uma mobilidade mais segura, econômica e autônoma a pessoas portadoras de deficiência visual.

“A inovação social é peça-chave para as mudanças que a nossa sociedade espera e necessita. Os Prêmios à Inovação Social têm o objetivo de dar visibilidade e promover iniciativas que podem impactar o mundo dos pontos de vista social, econômico e ambiental. Os três finalistas brasileiros estão alinhados com esse pensamento e irão representar muito bem o País na final da premiação.”, afirma Fátima Lima, representante da Fundación Mapfre no Brasil.

Para se prepararem para a defesa de seus projetos, os finalistas receberão apoio e sessões de coaching da IE University, universidade espanhola. Além disso, todas as iniciativas, vencedoras ou não, passarão a integrar a Rede Innova, uma comunidade privada de inovadores sociais criada pela Fundación para manter todos conectados, incentivando o intercâmbio de conhecimentos e contribuindo para o ecossistema de inovação social. “A Rede Innova permite que todos os projetos inscritos nos Prêmios à Inovação Social ganhem notoriedade, pois eles passam a fazer parte de uma plataforma democrática que permitirá um networking e a possibilidade de contato com organizações que buscam as soluções que eles oferecem.”, conta Fátima.

N.F.
Revista Apólice