10/08/2022

Alta performance para corretores de seguros: O ponto central para mudança

Bruna Garcia, da Megaluzz Negócios, elenca principais características que o corretor precisa para impulsionar o crescimento da sua corretora
generali

A competitividade entre os diferentes players do setor de seguros é uma característica já apontada por pesquisadores do setor. O corretor de seguros, nesse cenário, precisa dividir o seu espaço tanto com os bancos tradicionais quanto com insurtechs. Lidar com o desafiador panorama exige a busca contínua de uma alta performance durante as atividades de cotidiano, das corretoras de seguros.

Por isso, esse será um dos temas discutidos na PACS Tour Brasil, uma imersão do Programa de Aceleração do Corretor de Seguros, oferecido pela Megaluzz Negócios e pela Educa Seguros. Serão seis edições, entre abril e setembro, nas seguintes cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Curitiba, Belo Horizonte e Salvador.

Bruna Garcia, fundadora da Megaluzz Negócios e profissional de recrutamento, seleção e desenvolvimento de pessoas, investiga o tema com profundidade há anos. Por meio de seus treinamentos e consultorias, ela chegou a conclusão de que a busca pela alta performance é o ponto central para a mudança de rumo nos resultados do corretor, inspirando a imersão promovida pelo PACS.

“A alta performance é fazer mais com menos, otimizando o tempo, aproveitando o potencial individual, e sabendo ser cirúrgico em executar o que de fato vai fazer diferença para a performance do negócio e levar a empresa a um outro patamar de resultados.”, complementa.

Desafios do corretor

Para lidar com as principais dificuldades mapeadas entre os corretores de seguros, a metodologia do PACS é idealizada a partir de cinco dores. As duas primeiras estão intimamente ligadas e são a necessidade de maior organização das demandas no cotidiano e o planejamento estratégico.

“O planejamento estratégico, por si só, parece muito assustador à primeira vista. Na verdade, todo corretor pode começar a fazer um esboço dele ao escrever seus objetivos e os modos de conseguir alcançá-los. A partir de um trabalho mais aprofundado, como o oferecido no PACS, esse corretor será capaz de produzir um planejamento mais assertivo e sustentável ao longo do tempo.”, conclui Bruna.

Outros três, também identificados pela profissional e que diferenciam os corretores de baixo e de alto rendimento, são a capacidade de executar os planejamentos já desenhados, a desconsideração quanto aos pontos mais fortalecidos do seu empreendimento e o desenvolvimento de equipes.

“No decorrer do dia a dia, é muito fácil não dar conta da gestão coletiva, em especial dos temas ligados às pessoas que trabalham no local. Além de delegar tarefas e apostar na organização já comentada, exercer plenamente o papel de líder da sua equipe são diferenciais que aproxima você do sucesso no setor em que atua”, finaliza.

PACS Tour Brasil 2022

O tema do desenvolvimento profissional e pessoal é amplo e por isso, ele será um dos tópicos abordados durante o PACS Tour Brasil 2022. Anderson Ojope, fundador da Educa Seguros, complementa dizendo a importância da imersão na conquista de um alto padrão por parte dos corretores.

“Junto com a Megaluzz Negócios, buscaremos oferecer, em um tempo relativamente curto, as principais ferramentas para um avanço muito ágil para o corretor. Entre eles, o alcance da alta performance, fazendo com que ele consiga produzir muito mais, com a estrutura que ele já possui”, entende Anderson.

A programação do PACS, como já dito, é condizente com a expectativa de alto padrão depositada pelos corretores. No primeiro dia, serão abordados como realizar o diagnóstico de uma empresa, além de termos-chave, como as diretrizes estratégicas, a cultura organizacional e o próprio planejamento estratégico. Para colocar em prática, também será abordado como, por meio do plano de ação, a melhora poderá ser conquistada dia após dia.

Já no segundo e último dia, teremos a apresentação do Ciclo de Alta Performance, em suas quatro fases: alinhamento, liderança, gestão de pessoas e aprendizado. O papel da gestão da mudança, ou seja, a orientação durante o processo de revitalização da sua corretora, também é destaque.

Mais informações sobre o evento estão disponíveis no link.

N.F.
Revista Apólice