14/08/2022

Charles Taylor adquire participação de insurtech especialista em fraude

Para a companhia, a incorporação da Fraud Keeper será um valioso agregado ao já amplo portfólio de ferramentas e soluções
europ

A Charles Taylor anunciou uma parceria como sócio investidor da Fraud Keeper (FK), insurtech especializada na detecção automatizada de fraude, após adquirir uma parte maioritária das suas ações.

Fraud Keeper é uma plataforma digital SaaS (Software as a Service) que, a partir da automatização e implementação de inteligência artificial (IA), ajuda às seguradoras a detectar, prevenir e gerir as transações fraudulentas em tempo real. A companhia, com sede na Argentina, e uma relevante presença no território espanhol, tem mais de 20 anos de experiência na luta contra a fraude; salientando-se pela sua importante base de clientes e reputação pelo seu excelente serviço na América Latina. Através da aliança com a Charles Taylor, a insurtech poderá levar as suas soluções tecnológicas para novos mercados em nível global.

“Esse é um passo importante do nosso plano por investir em inovação que ajude a aumentar a competitividade dos nossos clientes no dinâmico mercado de hoje. A tecnologia oferecida pela Fraud Keeper, em combinação com o nosso robusto portfólio de serviços líder na indústria, marcará um ponto de inflexão para as seguradoras na luta contra a fraude. Estamos convencidos que a IA terá um papel fundamental no futuro do setor segurador”, afirma Lautaro Mon, Chief Product Officer da Charles Taylor.

As reclamações fraudulentas geram perdas equivalentes a milhares de dólares para a indústria seguradora em nível global, e à medida que as seguradoras automatizam cada vez mais o ciclo de vida das reclamações, aumenta o risco de perder dinheiro por alguma atividade ilícita.

Como resposta a essa problemática, o software desenhado pela FK classifica, valida e acelera de maneira automática a gestão das reclamações genuínas através de um sistema automatizado de pagamentos que reduz o tempo de resposta. Através de machine learning, o sistema melhora constantemente os seus mecanismos para a detecção da fraude e, por sua vez, para ter a capacidade de se conectar a fontes de informação externa que lhe ajudem a recolher insights adicionais.

Esse sistema também é capaz de implementar uma seleção inteligente de risco e predizer a rotação de novos clientes, enquanto brinda informação às seguradoras para aumentar as suas vendas e realizar venda cruzada de produtos relevantes à sua base de clientes já existente.

Para Bobby Gracey, Global Head de Fraud da Charles Taylor, a tecnologia de FK permitirá melhorar ainda mais o sólido ecossistema contra a fraude com o que já conta a Charles Taylor ao tempo de melhorar a administração das despesas e perda por reclamações dos seus clientes. “O uso da detecção automatizada de fraude junto com as capacidades de pesquisa global da Charles Taylor proporciona uma solução integral na prevenção, detecção e pesquisa da fraude”, aponta Gracey.

A incorporação da Fraud Keeper salienta-se por ser um valioso agregado ao já amplo portfólio de ferramentas e soluções InsureTech com as que a companhia conta, dentre as que se destaca Authorities Governance, sistema de administração de dados distribuídos (DDBMS), gestão de reclamações, distribuição digital, gestão de documentos, gestão de processos e plataformas de intermediação. Esse movimento complementa a estratégia global da companhia na luta contra a fraude e a recente aquisição de Contego Investigative Services em janeiro de 2022.

Finalmente, Daniel Gabas, diretor executivo da Fraudkeeper, frisa essa parceria como um marco relevante para a Insurtech argentina. “Estamos felizes de trabalhar com a Charles Taylor e essa nova parceria nos permitirá levar as nossas soluções em nível mundial. A nossa tecnologia comprovada, em combinação com os produtos e serviços da Charles Taylor, nos permitirá oferecer verdadeiras soluções integrais. Esperamos aproveitar a tecnologia e a experiência da Charles Taylor no setor de seguros para criar uma proposta de classe mundial para os clientes”, conclui.

N.F.
Revista Apólice