13/08/2022

Capitalização cresce 6,25% até novembro

susep

O mercado de Capitalização deve registrar em 2022 uma retomada sustentável em termos de crescimento em todas as regiões do país. Os números obtidos até novembro de 2021 apontam para esse processo evolutivo: as receitas totalizaram R$ 22,19 bilhões, incremento de 6,25% no acumulado anual, se comparadas a igual período de 2020. Para a FenaCap (Federação Nacional de Capitalização), esse cenário reforça a perspectiva de crescimento de dois dígitos para este ano.

Por regiões, o Centro-Oeste apresentou maior crescimento (15,3%), seguido do Norte (9,4%), Sudeste (6%), Nordeste (4,58%) e Sul (3,12%). As reservas técnicas, que medem a robustez financeira do setor, totalizaram R$ 33,22 bilhões, alta de 2,4%, em relação ao mesmo período de 2020

Os títulos da modalidade tradicional continuam liderando as vendas, com 71% da receita, seguidos pela Filantropia Premiável (13%), Instrumento de Garantia (12%), Incentivo (3%). Popular e Compra Programada somam o 1% restante. Destaque para a Filantropia Premiável, aquela em que o comprador cede direito ao resgate de sua reserva para uma instituição de caridade, e ainda concorre a prêmios de sorteios.

A Filantropia Premiável foi a modalidade que obteve maior performance até novembro: apresentou alta de 61% em comparação ao mesmo período do ano passado. Nestes 11 meses de 2021, esses produtos contribuíram com um apoio de mais de R$ 1,2 bilhão às entidades que realizam ações voltadas ao trabalho social.

Marcelo Farinha, presidente de FenaCap, reforça que, ao longo dos anos, a Capitalização se desenvolveu a partir das necessidades dos públicos de interesse e passou a oferecer soluções simples que, combinadas com sorteios, são capazes de atender de maneira diferenciada a novas e crescentes demandas da sociedade.

“Essa característica abriu uma nova perspectiva de mercado, inclusive para corretores de seguros. Somos capazes de atender às demandas de praticamente todos os segmentos de negócios. Com produtos voltados para pessoa física ou jurídica e com valores acessíveis, para qualquer tamanho de bolso, extremamente inclusivo e de simples contratação, a Capitalização demonstra toda a sua versatilidade e aderência às necessidades dos consumidores”, complementa.

Outro ponto importante verificado foi o aumento nos recursos pagos em sorteios, um relevante incremento e injeção de recursos à economia, cujo montante superou R$ 1,2 bilhão. Isso representa um aumento de 28,7% em relação ao registrado entre janeiro e novembro de 2020.

N.F.
Revista Apólice