20/05/2022

Wiz inicia oferta de consórcios de veículos pesados com o Banco do Brasil

agronegócio

A Wiz Parceiros, unidade de negócios da Wiz Soluções, está ampliando o rol de atuação com o Banco do Brasil Consórcios através do desenvolvimento do mercado de veículos pesados e implementos agrícolas. A abordagem ocorre principalmente junto ao público do agronegócio.

“Nosso foco está muito direcionado para caminhões, tratores, colheitadeiras e implementos agrícolas. Os produtores rurais descobriram nos consórcios uma forma interessante de investimento. Até mesmo no varejo, o agronegócio apresenta bom retorno. Simultaneamente, nós temos identificado empreendedores de segmentos que, com o arrefecimento da pandemia, precisam expandir as frotas de caminhões e ônibus”, explica o diretor executivo da empresa, Rodrigo Salim.

A oferta no chamado “mar aberto” de consórcios de veículos pesados e implementos do agronegócio é vista com muito otimismo pela organização, pois o mercado está aquecido. Tanto que a unidade de negócios do grupo Wiz Soluções está montando uma sede regional em Brasília, de onde pretende criar maior afinidade com produtores rurais, especialmente os do Centro-Oeste, um dos grandes centros para este negócio.

Dados da Associação Brasileira de Administradores de Consórcios (ABAC) mostram que, de janeiro a novembro de 2021, as vendas neste segmento subiram 62,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. O volume de créditos comercializados alcançou R$ 34,4 bilhões.

Ainda de acordo com a ABAC, houve mais de 446 mil participantes ativos de consórcios de veículos pesados e implementos agrícolas de janeiro a novembro de 2021. Um crescimento de 22% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Com mais de 23 mil pontos de vendas pelo País, a Wiz Parceiros estabeleceu vínculo de 10 anos com o Banco do Brasil, a partir de julho de 2021, para a oferta de consórcios automotores, imobiliário e veículos pesados. A comercialização do terceiro item possui taxas a partir de 0,17% a.m e 2% a.a. e o prazo de pagamento de até 120 meses.

Ao longo de 2021, o Banco do Brasil alcançou a 2ª posição no ranking Bacen em quantidade de cotas em consórcios de pesados.

N.F.
Revista Apólice