Ângela Assis, presidente da Brasilprev

Transformar o jeito como o brasileiro se prepara para o futuro faz parte do propósito da Brasilprev e exige um movimento constante em busca de melhorias e inovação. Pensando nisso, a empresa que é líder de mercado e especialista em previdência privada realizou a edição 2021 do Hackathon. Ao final do processo, foram seis projetos desenvolvidos e apresentados, mais de 400 colaboradores envolvidos e o grupo vencedor ganhou uma viagem ao Vale do Silício, na Califórnia, para continuar a jornada de aprendizado sobre inovação e transformação.

Este ano, o start para o Hackathon foi a criação de um manifesto cultural da empresa, que gerou desafios para os principais pilares da Brasilprev: Inovação Constante, Cliente no Centro, Atitude Empreendedora, Cuidado com as Pessoas e Fazer o Certo. Os grupos começaram a tomar forma com base nessas frentes e após assistirem palestras de especialistas de mercado foram convidados a pensar as estratégias de melhoria para a companhia. Para o projeto final foram mais de 100 inscritos, e passadas as avaliações iniciais foram para as apresentações 42 colaboradores em 6 grupos.

Após avaliação final de uma banca composta por diretores da Brasilprev, executivos da BBSeguros, BBDTVM, da acionista Principal e especialistas em inovação do mercado, o projeto vencedor foi o que apresentou uma estratégia para o desafio de desenvolver a prospecção para garantir uma maior retenção de clientes. O Ecoprev, formado pelos colaboradores Alexandre Verta, Caique Souza, Gabriel Cedrim, Jéssica Moran, João Costa, Flavio Messias, Ronnye Bernardo e Cinthia Spanó, sugeriu um ecossistema de fidelização que por meio de um estudo de perfil previdenciário e inteligência de dados. A solução proporcionará mais fidelidade e qualificação de vendas, através de uma comunicação mais ativa e direcionada.

Bruno Palhão, diretor canais digitais da Brasilprev
Bruno Palhão, superintendente de canais digitais da Brasilprev

Estamos muito satisfeitos com o resultado desse Hackathon! Temos certeza de que a grande ganhadora no final do processo foi a companhia como um todo, pois os seis projetos finalistas serão aplicados e não apenas o vencedor”, revela Bruno Palhão, superintendente de Canais Digitais da Brasilprev e líder da área responsável pelo Hackathon. “A ideia é que as estratégias sejam colocadas em prática a partir do primeiro trimestre de 2022. Esse processo é uma das nossas ações em busca do propósito da companhia que é transformar o jeito como o brasileiro se prepara para o futuro”, finaliza.

Para Ângela Assis, presidente da Brasilprev, o resultado refletiu o momento da empresa. “Estamos vivenciando digital na Brasilprev e a inovação um importante ciclo de transformação segue no centro desse processo”, destaca. “As soluções apresentadas neste Hackathon serão essenciais para nossa estratégia de negócios pensando no novo momento que a previdência privada está vivendo”.

K.L.
Revista Apólice

Deixe uma resposta