13/08/2022

Pier recebe autorização para atuar com licença definitiva em todo o Brasil

A Pier, primeira insurtech a tornar-se seguradora no Brasil pelo Sandbox da Susep (Superintendência de Seguros Privados), agora, também é a primeira a receber a autorização para sair do ambiente experimental e atuar com licença definitiva em 2022. Com essa permissão, a empresa se tornará uma seguradora do segmento S3 no grupamento de danos e pessoas em todo território nacional.

Os planos de operar permanentemente já estavam previstos desde o comunicado do aporte de R$108 milhões, em agosto deste ano. “O crescimento acelerado da companhia fez com que a obtenção da autorização definitiva fosse o caminho natural, uma vez que operamos próximos dos limites da quantidade de importância segurada e prêmios subscritos do programa Sandbox”, comenta Igor Mascarenhas, CEO e Co-Founder da insurtech.

Além disso, no anúncio do seu Séries B, a empresa projetou um crescimento expressivo do seu faturamento anualizado, que já atingiu R$48 milhões em outubro de 2021, um aumento de 312% quando comparado ao mesmo mês do ano anterior. Outra conquista do período foi o fortalecimento da equipe, que saltou para 170 colaboradores, incluindo a chegada de Carla Marchese para assumir a posição de Chief Marketing Officer (CMO). A executiva, ex-Diretora Global da Johnson & Johnson, já acumula 30 anos de experiência profissional, dos quais 16 deles como diretora em grandes multinacionais.

Para o próximo ano, a licença definitiva, que acaba com as limitações e amplia o ramo de atuação da seguradora, permitirá que a Pier se consolide como uma plataforma completa, e siga revolucionando o setor de seguros com produtos personalizados que atendam às necessidades individuais das pessoas.

“Estamos muito felizes com esse feito e com o que construiremos daqui pra frente. Vamos seguir utilizando inteligência artificial para melhorar a experiência com seguros, assim como fizemos com reembolso instantâneo e com a cobertura de Furto Simples para celulares”, finaliza Igor.

N.F.
Revista Apólice