17/08/2022

Pesquisa revela que 5 em cada 10 brasileiros já planejam futuro financeiro

generali

O Instituto FSB Pesquisa realizou um levantamento exclusivo, a pedido da SulAmérica, para avaliar a saúde dos brasileiros na pandemia de Covid-19. O estudo foi realizado em setembro de 2021, com uma amostra de 2.010 entrevistas por abordagem online (de todas as regiões do país, nas 27 Unidades da Federação) e traz um panorama nacional inédito das saúdes física, emocional e financeira da população brasileira, ou seja, de sua Saúde Integral.

A pesquisa revela que o brasileiro está “mais apertado” por conta da pandemia de Covid-19. Segundo o levantamento, 6 em cada 10 brasileiros tiveram de reduzir gastos; 66% cortou despesas de casa porque o dinheiro estava curto; 57% diminuíram gastos com transporte e só 43% dos brasileiros poupa dinheiro quando sobra algo no final do mês.

Um outro dado sobre a saúde financeira dos brasileiros é que 56% dos entrevistados deixaram de planejar a compra ou reforma da casa e 46% acreditam que até o próximo ano devem retomar a uma situação de vida similar ao que tinham antes da pandemia. A pesquisa também mostra que a Geração X é a mais endividada: 42% dos adultos (entre 40-60 anos) pegaram empréstimo ou contraíram alguma dívida no último ano.

De acordo com o levantamento, a saúde financeira é a que mais preocupa os brasileiros. A pesquisa revela que 4 em cada 10 brasileiros estão mais preocupados com a saúde financeira do que com as saúdes física e emocional: 67% dos entrevistados dizem que pensam muito antes de gastar dinheiro; 48% dizem saber quando devem procurar orientação de como usar o seu dinheiro e 5 em cada 10 brasileiros já planejam o futuro financeiro.

6 em cada 10 brasileiros que fazem terapia começaram tratamento durante a pandemia

A pesquisa mostra que a saúde emocional da população brasileira está “na UTI” e deve ser tornar uma preocupação cada vez maior: 60% dos entrevistados que se consultam hoje com psicólogos começaram a fazer terapia depois do início da pandemia.

O levantamento confirma ainda que só 10% dos entrevistados afirmam que fazem consultas regulares com psicólogos. A Geração Y é a que mais se consulta, seguida da Geração Z. Para 53% dos brasileiros, a saúde emocional piorou com a pandemia: 53% relataram sentir ansiedade, 42%, alteração de humor e 41%, insônia.

64% da população brasileira diz estar acima do peso

De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto FSB Pesquisa, 6 em cada 10 brasileiros avaliam estar acima do peso e só 30% acreditam estar com o peso ideal. A pesquisa revela ainda que 70% dos entrevistados afirmam que realizar alguma atividade física é a principal forma de mudança para atingir o peso considerado ideal.

Para 54% dos entrevistados na pesquisa, a pandemia dificultou os cuidados com a saúde e o bem-estar: 46% dos brasileiros dizem que cuidam mais ou menos da alimentação; 53% afirmam que diminuíram os exercícios físicos por conta pandemia; 63% revelam ter baixa ou nenhuma frequência de atividades físicas e 55% afirmam que se exercitam com caminhadas.

Já no tempo livre, 56% dos brasileiros assistem à TV, enquanto 52% usam as redes sociais e 42% ficam em casa pra descansar. O estudo revela ainda que 88% da população brasileira tem o hábito de ir ao médico.

Segundo o Instituto FSB Pesquisa, no perfil médio da amostra da população no levantamento, a maioria é do público feminino, de classe C, em idades bem distribuídas, com média de 41 anos, e especialmente localizados na região sudeste do país.

A pesquisa de opinião quantitativa contou com amostra representativa dos brasileiros com acesso à internet no país com idade a partir de 18 anos, nas 27 Unidades da Federação (UFs). A margem de erro no total da amostra é de 2 pp, com intervalo de confiança de 95%. As entrevistas foram realizadas entre os dias 15 e 23 de setembro de 2021.

N.F.
Revista Apólice