20/05/2022

Generali lança Cobertura Pix para indenizar transações não autorizadas

vivo

O PIX foi uma das grandes inovações do mercado financeiro no Brasil. Mas, junto com essa nova modalidade, surgiram riscos para os usuários. A Generali Brasil, sintonizada com este cenário, acabou de lançar um novo produto, a Cobertura PIX. Esta nova modalidade contempla cobertura para roubo, subtração com evidência ou coação em transferências de dinheiro não autorizadas.

A Cobertura PIX vale para até três eventos durante a vigência anual do certificado e garante o reembolso (limitado ao capital segurado) de uma transação não autorizada (PIX, PIX Poupança, DOC e TED).

“As pessoas ficam expostas diariamente ao ter os apps de bancos em seus celulares e, assim, estão sujeitas a roubos. Por isso, a Generali Brasil criou um produto fácil e prático para cobrir esses riscos”, explica Claudia Lopes, diretora comercial e de marketing da seguradora. “A apólice cobre eventos ocorridos nas 24 horas anteriores à comunicação formal, que pode ser um simples boletim de ocorrência”, finaliza.

Segundo Conrado Gordon, Chief Insurance Officer da companhia, “a Cobertura PIX é uma vantagem que pode também ser incluída em contratos como o Seguro Bolsa Protegida, Seguro Perda e Roubo de Cartão ou Seguro Proteção de Eletrônicos”. Essas apólices estão disponíveis com valores mensais que vão de R$ 9,99 a R$ 49,99 (a depender do plano: básico, standard, plus ou premium). Além disso, é possível combinar a cobertura com outros serviços (assistência medicamentos, assistência para vítimas de crimes, telemedicina e monitoramento digital).

Existe ainda uma vantagem adicional para os clientes: o segurado concorre a sorteios mensais ou semanais pela Loteria Federal.

A Cobertura PIX destina-se apenas a segurados residentes no Brasil, porém com cobertura válida para eventos ocorridos tanto no Brasil como no exterior.

N.F.
Revista Apólice