sabemi
Rodrigo Petry

Reforçar a Tecnologia da Informação para conhecer ainda melhor os segurados e ser propulsora dos negócios da Sabemi está entre as prioridades do novo head de TI e Inovação da companhia, Rodrigo Petry.

O executivo conta com 25 anos de experiência no mercado, especialmente no setor financeiro, e assumiu como head de TI da Inovação de todas as empresas do Grupo Sabemi com a meta de potencializar e unir diferentes ações nas quais a Companhia vem investindo fortemente desde 2020.

“A seguradora tem um horizonte muito claro de onde quer chegar em termos de inovação e transformação digital. E, para isso, vamos posicionar a TI de forma estratégica, como estimuladora de novos negócios e catalizadora de diferentes ações e trabalhar muito em parceria com todas as áreas”, ressalta Petry.

Neste contexto de aceleração digital, ele antecipa que a prioridade é não apenas atuar com foco na gestão da tecnologia e da sua equipe, mas também agregar um olhar de negócios a tudo que é feito pela área. Uma das principais ações será apoiar a modernização que já vem sendo feita nos canais digitais assim como, em conjunto com todas as lideranças, aprimorar a experiência do cliente e oferecer um conjunto mais amplo de informações para que a cultura de dados seja ainda mais presente na tomada de decisões.

“Me somo ao grupo para apoiar os muitos projetos desenvolvidos até aqui, como o Inova, programa de inovação aberta lançado neste ano, com sucesso. Também vamos criar soluções que nos possibilitem conhecer melhor os segurados e fortalecer novas parcerias”, afirma Petry.

Um dos focos do executivo é ampliar a competitividade da empresa e, ao mesmo tempo, facilitar o uso de dados já disponíveis e não aproveitados em sua plenitude. A área de TI será também um suporte ainda mais presente nos canais físicos de vendas e de relacionamento com os segurados.

“A Sabemi quer explorar os canais digitais de forma diferenciada no mercado e, ao mesmo tempo, potencializar os negócios já existentes e tradicionais com representantes, corretores e lojas próprias”, explica Petry.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta