qsaúde

A Qsaúde começou a vender também planos PME, voltados para pequenas e médias empresas. Para atender à crescente demanda do público, a nova modalidade atende grupos de 2 a 29 vidas.

“A nossa essência, como healthtech, é escutar o que os clientes querem e entender quais são as reais necessidades deles. Nós nos respaldamos em análise de dados e no que recebemos nos nossos canais digitais para lançar o PME como mais uma opção de contratação”, afirma Vanessa Gordilho, diretora-geral da operadora. “Queremos atender o maior número de pessoas porque a nossa missão é democratizar o acesso à saúde com tecnologia e cuidado.”

Os planos PME da empresa terão valores a partir de R$ 217 (na categoria Qconforto Empresarial II até 18 anos). A modalidade na companhia chega a ser 50% mais barata que operadoras que oferecem serviço de qualidade semelhante.

A Qsaúde é focada em realizar a gestão eficiente, humanizada e personalizada da saúde. Para isso, todos os clientes são acompanhados por médicos de família das clínicas Einstein e pela equipe de saúde da própria operadora. Outro diferencial da companhia é a telemedicina 24 horas, 7 dias por semana, pelo aplicativo.

A rede credenciada também é um dos pontos fortes da empresa. Ao todo, a operadora conta com 17 hospitais, 90 clínicas e 126 laboratórios distribuídos pela capital paulista e Grande São Paulo. Entre eles, estão os melhores hospitais do Brasil, como o Albert Einstein, Oswaldo Cruz, HCor, Santa Catarina e InCor.

Telegram para post

Há, ainda, os hospitais e maternidades Pro Matre, Santa Joana e Santa Maria. A operadora também conta com uma rede de medicina diagnóstica formada por Salomão Zoppi, Delboni Auriemo, Lavoisier e o laboratório do Einstein, além de clínicas e consultórios em todas as especialidades médicas.

Ter um plano de saúde é o segundo maior desejo do paulistano para 2022, de acordo com pesquisa Datafolha. Com 56% de interessados, essa intenção perde apenas para a meta de ter uma casa própria. Já na análise da Rede Nossa São Paulo, 70% da população paulistana não tem plano de saúde, o que representa cerca de 8,4 milhões de pessoas. O levantamento afirma que esse grupo recorre à atendimentos particulares.

Os dois dados evidenciam a demanda pela saúde privada e a importância de as operadoras trabalharem constantemente para facilitar o acesso de mais pessoas a esse tipo de cuidado.

Uma das vantagens do plano PME da Qsaúde é a garantia de que, no primeiro ano, no reajuste do valor da mensalidade será aplicado o menor índice entre o apurado para o agrupamento de contratos e o divulgado pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) para planos individuais.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta