sincor

A UCS (União dos Corretores de Seguros) realizou no dia 26 de outubro seu 9º Trocando Ideias de 2021, recebendo Luiz Morales, candidato à presidência do Sincor-SP (Sindicato dos Corretores de Seguros de São Paulo). O presidente da União, Arno Buchli Junior, explicou na abertura do evento que o convite para apresentação de propostas foi feito para os dois candidatos, mas o outro declinou. “A entidade tradicionalmente realiza evento para apresentação dos candidatos e propostas para o nosso Sindicato, é uma pena não termos os dois lados”, disse.

Morales enfatizou que desde que fundou a UCS sempre teve como filosofia quebrar paradigmas, realizando ações para valorização dos corretores de seguros. “O período é de desafios para a corretagem de seguros, os problemas vêm a nós constantemente, ‘forças ocultas’ continuam impedindo o desenvolvimento dos corretores de seguros. Esse é um discurso que eu trago desde o início da União, em 2004, e não abro mão de lutar pelo que o corretor precisa, e eu sei o que o corretor de seguros precisa”, garantiu, defendendo que quer continuar seguindo nesta luta com os fundamentos da campanha, que construiu ouvindo a categoria. “Quem me conhece sabe que desde a entidade eu sigo não apenas ouvindo os corretores, mas principalmente executando as propostas”.

Ele explicou o propósito do movimento “Sincor Como Queremos”. “É um movimento legítimo, no qual eu, que estava incomodado, e mais outros corretores que também estavam, começamos a conversar, e pensamos em nos unir para fazer voltar a brilhar o papel do corretor de seguros. Na UCS estamos trabalhando há quase 20 anos para entregar isso ao corretor, e essa proposta para o Sincor-SP foi construída meses antes da formação das chapas, foi um pleito dos corretores colocar os profissionais novamente como protagonistas, e para isso precisamos trazer o pertencimento à nossa entidade representativa”, disse. “Nada pode derrotar um movimento necessário, cuja hora chegou”, frisou. “Os corretores têm que entender que têm a capacidade de transformar sua realidade, e o movimento está tendo sucesso porque estão assimilando essa ideia”.

Questionado sobre o que o motivou ao desafio, foi enfático: “Quem me conhece sabe minha paixão e amor pelo corretor de seguros, o querer fazer e entregar para o corretor de seguros”, disse Morales. “Mas para isso eu preciso ser a sua voz, corretor de seguros, no Sincor-SP. Quero fazer de nós o maior símbolo de representatividade da nossa categoria. Quero mudar sim, quero inovar, fazer o corretor ganhar dinheiro e traçar o melhor para nossa profissão. Eu sempre trouxe isso comigo, o famoso bordão da UCS ‘Vamos juntos!’ é sobre isso. O pertencimento que precisamos e perdemos no Sindicato é o caminho”.

Telegram para post

Morales apresentou alguns membros de sua chapa, defendendo a importância da oxigenação. “O Sincor-SP é nosso, precisamos dar o poder de volta para o corretor de seguros. E como fazer isso? Temos um celeiro de líderes, todos aqui na UCS somos líderes, a criação de eventos como o Trocando Ideias e o Trocando Negócios são entregas da nossa liderança. Demos as mãos e dissemos ‘Vamos juntos’”.

“Tenho um time grande, de 21 corretores de seguros, mas vou apresentar alguns relacionados à UCS, bem como ex-presidentes da UCS, que compõem a chapa”, afirmou. Ele apresentou Shirtes Pereira, seu candidato a 2º vice-presidente no Sincor-SP, que atua na cidade de São José do Rio Preto, e será o representante do interior. Também deu a palavra para Cesar Bertacini, ex-presidente da UCS, candidato a Ouvidor no Sincor-SP. Em seguida, Marcelo Guirao, também ex-presidente da UCS, candidato a 1º Tesoureiro no Sincor-SP. Seguiu com Ezaqueu Bueno, ex-presidente da UCS, candidato a 1º Secretário no Sincor-SP. Por fim, Raquel Gomes, também ex-presidente da UCS, candidata a 1ª vice-presidente no Sincor-SP.

Ele ainda apresentou os cinco fundamentos que regem sua campanha:

1 – Comunicação: Realizar ações para dar retornos rápidos aos associados a respeito dos principais assuntos que envolvem o mercado segurador e afetam a atividade do corretor de seguros.

2 – Fortalecimento: Intensificar o relacionamento (interlocução) com seguradoras e entidades de classe.

3 – Mundo Digital: Criar oportunidades e serviços que auxiliem o corretor a conviver no mundo digital.

4 – Capacitação: Promover uma nova maneira de ensinar e aprender, propiciando conhecimento conforme a necessidade do corretor.

5 – Regionais: Desenvolver um novo modelo sustentável para a reabertura da estrutura física de Regionais, com autonomia e seguindo diretrizes previamente acordadas.

Buchli desejou boa sorte ao candidato, pois é interesse de todos os profissionais e entidades representantes da categoria a construção de um Sincor-SP que dê auxilio a todos que necessitam. “Que seja realmente uma parceria para a atividade dos profissionais corretores de seguros”, finalizou.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta