acrisure

A fintech Acrisure assinou um acordo para adquirir a It’sSeg. A parceria marca a entrada da empresa no mercado brasileiro e representa uma expansão substancial de suas operações na América Latina. Os termos da transação não foram divulgados. Esta expansão internacional vem em meio a um ano em que a companhia anunciou novas divisões de Gestão de Ativos e Serviços Imobiliários, alcançando a marca de mais de US$ 3 bilhões em receita anual.

Fundada em 2014 por Thomaz Menezes e a firma de private equity Actis, a It’sSeg possui mais de R$ 2,5 bilhões de prêmios e conta com mais de 1.000 clientes corporativos em sua carteira. A corretora se junta a uma rede global de parceiros da Acrisure, que juntos oferecem uma variedade de soluções de tecnologia voltadas ao mercado financeiro, gestão de ativos, seguros, resseguro, mercado imobiliário e consultoria para riscos cibernéticos.

“O Brasil oferece oportunidades imensas e é um mercado no qual estamos focados há muito tempo”, disse Greg Williams, cofundador, CEO e presidente da fintech. “Com Thomaz e a equipe It’sSeg, fizemos parceria com pessoas excepcionais que construíram um negócio exemplar em um curto período de tempo. Estamos filosófica e fundamentalmente alinhados, pois tanto Acrisure quanto It’sSeg valorizam parcerias fortes, soluções inovadoras e centralização no cliente”.

Telegram para post

Após a transação, Menezes permanecerá como CEO da It’sSeg. Vários executivos seniores da empresa também permanecerão acionistas. A transação com a Acrisure envolve todas as empresas do grupo, incluindo:

• Barela: Braço de consultoria e corretagem da It’sSeg especializado em corretagem de seguros para pequenas empresas e associações

• Gebram: Distribuidora líder de seguros no interior de São Paulo

• Você Clube: Gestão de benefícios

• B2P: Gestão de licenças médicas

• Oktuz: software de RH

“A parceria com a Acrisure abre uma gama de possibilidades para acelerar nosso crescimento no Brasil e na América Latina”, diz Menezes. “Através da abordagem inovadora e orientada para a tecnologia da empresa, seremos capazes de diversificar e expandir a gama de produtos que oferecemos aos nossos clientes”, completa.

A transação deve ser concluída nos próximos três meses, sujeita à aprovação regulatória.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta