capitalização

As mudanças de comportamento causadas pela pandemia despertam um interesse social para a filantropia e o auxílio às instituições que se dedicam a contribuir para o bem-estar e um mundo melhor para todos. As pessoas estão mais sensíveis às causas sociais, dedicadas aos cuidados de preservação da vida e dos vínculos sociais. Neste contexto, os títulos de Capitalização ganham mais destaque, sobretudo pela modalidade que apoia entidades filantrópicas. De janeiro a junho deste ano, esses produtos garantiram mais de R$ 558 milhões em recursos a essas organizações, segundo a Fenacap (Federação Nacional de Capitalização).

Regulamentada pela Susep (Superintendência de Seguros Privados) e em vigor desde 2019, a modalidade de Filantropia Premiável permite que o comprador do título ceda seu direito ao resgate para alguma instituição de assistência social previamente cadastrada, mediante a chance de participar de sorteios. De acordo com a Associação Brasileira de Captadores de Recursos, cerca de 6.200 instituições em todo o país estão aptas a receber recursos provenientes da Capitalização.

Telegram para post

“A Filantropia Premiável contribui para a manutenção de centenas de projetos de assistência pelo país. A modalidade traz ainda soluções e produtos mais aderentes àquele consumidor sensível às causas sociais”, explica Marcelo Farinha, presidente da FenaCap.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta