seguro

Uma pesquisa recente realizada pela Suhai Seguradora revela que aproximadamente 70% dos proprietários de moto, carro e caminhão não possuem seguro para seus veículos no Brasil. A empresa realizou esse estudo nacional para verificar o comportamento do consumidor brasileiro em relação a seguro desses bens, entrevistando 1.270 proprietários de veículos. Além das barreiras e paradigmas, o estudo também traz a busca por informações é intensa pela maior parte dos entrevistados, 58%, mas a contratação não corresponde à realidade de que mais da metade da frota brasileira de usados não está segurada.

“A pesquisa é uma ferramenta estratégica da companhia para entendermos nosso mercado, as necessidades do consumidor e adaptar nossas práticas e produtos para atender e democratizar o seguro para todos. Outro público importante para nós, também valorizado por 36% dos entrevistados, é o corretor, que segue como fonte de informação sobre o assunto e um facilitador para encontrar bons produtos e efetivar a contratação da apólice”, explica a diretora de marketing da seguradora, Janaína Iziquiel.

O preço do seguro ainda é o principal fator que mantem o consumidor fora do mercado (54%) e outro é não encontrar um produto que atenda ou inspire confiança (15%).

Outro aspecto importante apontado pela pesquisa é sobre o sentimento de exclusão dos proprietários de veículos com mais de 5 anos de uso. 55% dos entrevistados têm bens com mais de 5 anos e todos concordam que é mais difícil contratar um seguro para carros com mais tempo de uso e novamente o preço é o fator principal.

Os dados mostram que seguro de veículos, é ainda um serviço para poucos devido aos preços praticados serem distantes da realidade de renda do brasileiro, já que 75% da população brasileira ganha menos que R$ 3.000 por mês, o que faz com que o preço do seguro seja um fator relevante no orçamento familiar.

Telegram para post

“Os dados confirmam que existe um desafio para o mercado segurador brasileiro, algumas empresas vêm tentando trazer uma resposta a isso e a Suhai tem atendido muito bem e se destacado”, afirma a diretora de marketing da seguradora. Isso demonstra que a empresa tem como objetivo ver todas as pessoas com seus bens protegidos, o que trará segurança aos usuários de transportes individuais.

A pandemia de Covid-19 evidenciou necessidade da segurança e da liberdade que ter um veículo próprio traz, afinal de contas foi nesse momento que as pessoas sentiram necessidade de não se exporem ao vírus em transportes coletivos e muitas não podiam deixar de trabalhar. Ter um veículo próprio no Brasil reforça a necessidade de proteção dos bens.

A pesquisa feita pela seguradora demonstrou que 65% dos brasileiros têm medo de ter o veículo roubado, mesmo assim apenas 40% das pessoas que não possuem seguro pensam em contratá-lo, os 28% nem cogitam porque acreditam que o valor do seguro pesará no orçamento ou porque acreditam que seus veículos não serão aceitos pelas seguradoras.

A seguradora visa democratizar o acesso ao seguro, exatamente por compreender que ainda é assunto urgente e necessário ao brasileiro que vive esse paradigma de que seguro é para poucos, para quem tem maior poder aquisitivo ou bens de alto valor. “Atualmente os proprietários de motos, carros, utilitários, VUCs e caminhões contam com 4 tipos de coberturas na companhia e somos a seguradora tem a melhor aceitação no mercado. Ou seja, na Suhai motos, carros, utilitários, VUCs e caminhões de todas marcas, modelos, categorias são aceitos independente do perfil de utilização”, afirma Janaína

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta