O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizará no dia 17 de setembro, às 15h, uma videoconferência do projeto Monitor do Seguro Rural dedicada ao terceiro grupo de frutas, que inclui abacate, caju, figo, goiaba, graviola, lima, limão, maçã, manga, melão, morango e uva. O objetivo é avaliar e propor aperfeiçoamentos nos produtos e serviços ofertados pelas seguradoras, que estudam aprimorar os seguros com coberturas mais aderentes às necessidades dos produtores.

O trabalho é coordenado pelo Departamento de Gestão de Riscos do Mapa e terá a participação de produtores com o apoio das entidades representativas do setor, cooperativas, associações, revendas de insumos, companhias seguradoras, empresas resseguradoras, corretores, peritos e instituições financeiras.

No caso desse terceiro grupo de frutas que está sendo avaliado no Monitor, o seguro rural teve 10.841 apólices subvencionadas pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) no ano de 2020, sendo a uva o destaque principal, representando cerca de 83% do total de apólices deste grupo, seguida pela maçã.

Telegram para post

“Depois de grãos, o seguro agrícola de frutas é a que mais tem crescido nos últimos anos no Brasil. São produtores que têm uma percepção de risco climático e fazem a gestão desses riscos usando instrumentos como o seguro. O evento será uma oportunidade de os produtores e técnicos dialogarem com as seguradoras para compreender o desenho dos produtos de seguro agrícola que estão disponíveis no mercado”, explica secretário de Política Agrícola do Mapa, Guilherme Bastos. Para 2022, os produtores de frutas poderão contratar o seguro rural com subvenção federal de 40%, independente do produto escolhido.

O seguro rural referente às frutas, dependendo do produto e seguradora, protege os pomares da desvalorização dos frutos e de perda de produção ocasionados por um ou mais eventos. O seguro oferece coberturas especificas para cada cultura que podem variar de riscos nomeados, em que o produtor escolhe os riscos cobertos como geada e granizo, e a cobertura multirrisco com coberturas por riscos diversos como tromba d’água, ventos fortes, ventos frios, granizo, chuva excessiva, seca, geada, variação excessiva de temperatura, entre outras.

Para participar da videoconferência, basta acessar o link da plataforma Teams na data e horário agendados.

* Fonte: Canal Rural

Deixe uma resposta