Fernando Serec, CEO do Tozzini Freire Advogados

EXCLUSIVO – Na tarde desta segunda-feira (13) o CEO do Tozzini Freire Advogados, Fernando Serec, conversou com jornalistas para falar sobre o desafio de atuar no pós-pandemia. A empresa já conta com um plano híbrido de retorno ao trabalho, que deve ser colocado em prática a partir de janeiro para os 1.100 colaboradores de seis escritórios.

Em seguros, um dos maiores desafios é a nova legislação sobre Open Insurance, acompanhando as mudanças do Open Banking. Serec acredita que o país esteja meio atrasado em termos de Open Insurance. “É um desafio imenso atuar em um mercado menos regulado, como no open finance, porque estamos passando o ônus para os que já atuam em uma realidade mais regulada.  Mas, é o mesmo desafio que a gente enfrenta na área bancária como um todo. A tecnologia não pode ser barrada, temos que ver o que vai ser permitido e o que vai ser aberto”, avalia Serec.

Como o Brasil é um dos primeiros países a montar uma legislação específica para o Open Insurance, Serec acredita que ser o primeiro tem a vantagem do pioneirismo. “Gosto de estarmos saindo na frente, pensando em alguma regulação, que pode até servir de base para outros atores, com possibilidade de grandes acertos”, revelou o CEO do TF.

Telegram para post

Ele citou também algumas áreas que estão em alta, como as de práticas ESG. O desafio, neste setor, está voltado para o compliance e as ferramentas de machine learning e inteligência artificial que podem ser aplicadas para agilizar a análise de documentos, tornando os processos mais rápidos e econômicos.

Outra novidade do escritório é a nova área de gaming. “Há uma grande demanda em termos de LGPD por conta dos hábitos dos consumidores e a sua interação, com as possibilidades de negócios que as empresas acabam gerando. Há questões novas relacionadas ao digital e a toda regulamentação, mas também outras questões ligadas ao direito tradicional, como trabalhista, tributária etc”, destacou Serec.

Diversidade é uma grande preocupação do escritório, assim como a atuação em causas sociais. “Temos um grande orgulho do TF Inclusão, porque há 30 anos pensamos nisso, realizando trabalhos voluntários em conjunto com associações. Há quatro trabalhamos nas frentes TF Diversidade, TF Social e TF ProBono. Temos parcerias com 100 instituições e projetos que apoiamos e somos a único escritório de advocacia associados ao CEBDS – Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável”, completou.

Kelly Lubiato
Revista Apólice

Deixe uma resposta