fitinsur
Erika Chou, Denise Oliveira e Carlos Oliveira

Com o mercado brasileiro de seguros entrando em uma nova fase de desenvolvimento por conta da tecnologia, novos players surgem no cenário atentos às oportunidades, como o Open Insurance, por exemplo, deve oferecer. Uma dessas empresas é a fitinsur, pioneira na especialização de API’s (B2B2C) para linhas comerciais e seguros para varejo.

Fundada em dezembro de 2019 por Denise Oliveira (CEO), Erika Chou (diretora de Marketing e Relacionamento) e Carlos Oliveira (diretor Técnico), a empresa foi a primeira startup categorizada como ‘Insurtech as a Service’ da América Latina. Ela permite que empresas de quaisquer segmentos tenham todas as capacidades necessárias para que se tornem uma insurtech na nuvem, um movimento similar ao que empresas de infraestrutura iniciaram anos atrás.

“Queremos popularizar o acesso à oferta de produtos de linhas comerciais a partir de uma plataforma tecnológica, conectando seguradoras, corretoras, empresas e clientes, e gerando escalabilidade de negócios para todo esse ecossistema”, afirma Denise.

O primeiro passo nesse sentido aconteceu já em março de 2020, quando a empresa participou e venceu uma concorrência (Request for Proposal) para implantação de uma plataforma completa para a Texel Finance Limited, uma corretora especializada em seguros de crédito baseada em Londres (ENG), com filiais nos EUA, Ásia e na Bélgica.

A plataforma então foi submetida ao rigoroso critério de certificação do Lloyd’s of London, o maior marketplace de seguros e resseguros do mundo. Isso porque futuramente estarão conectadas na plataforma 65 seguradoras e 85 clientes da Texel, entre grandes bancos internacionais de crédito com transações 100% digitais, o que necessitará de muito agilidade, já que o volume de negócios é extremamente complexo.

Telegram para post

Além dessa operação internacional, a fitinsur atua localmente em empresas de assessorias de seguros, corretores, seguradoras e portais de vendas de seguros de nicho. Entre seus principais parceiros estão a Repgen Assessoria, a Hub Consultoria e Assessoria; a AIO Corretora; e a insurtech Transporte Seguro.

Sabendo o quanto é desafiador empreender ou modernizar processos em qualquer empresa, a fitinsur atua fortemente na construção de parcerias que tornem o processo de digitalização muito mais barato e viável do que os modelos tradicionais. “Ao democratizarmos o acesso à tecnologia, oferecemos condições mais favoráveis para que o negócio implantado gere melhores resultados, que posteriormente podem ser redistribuídos a todos os envolvidos, inclusive a fitinsur. Esse é um processo de ganha-ganha que beneficia todos, removendo um dos principais impedimentos que é o alto custo da transformação digital”, garante a CEO.

Se todo o processo de implementação do canal digital caminhar conforme o planejamento da fitinsur, leva-se em torno de oito semanas para a entrega de um produto. A plataforma conta ainda com Módulos de Data as a Service, Inteligência Artificial e estrutura para suportar a regulamentação do Open Insurance, além de normas de segurança e LGPD.

Com base nisso, fica fácil perceber porque em menos de dois anos de operação a empresa já conta com mais de 20 colaboradores e uma solução totalmente integrada em quatro regiões do globo. “Esse resultado se deve também à cultura de orientação a resultados da empresa, a expertise e a diversidade do nosso time”, completa Denise.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta