aposentadoria

O fenômeno da longevidade é uma das grandes mudanças sociais e econômicas que têm provocado, em escala mundial, reflexões sobre a importância de constituir uma reserva financeira consistente para garantir qualidade de vida no futuro. Nesse contexto, o planejamento da aposentadoria diz respeito não apenas à questão do envelhecimento, mas também ao papel da educação financeira na construção dessa reserva de longo prazo.

O assunto foi tema do webinar “Planejamento da aposentadoria – etapas e desafios”, promovido na última quarta-feira, 8 de setembro, pelo Insper, com a presença de Bernardo Castello, diretor da Bradesco Vida e Previdência, e Maria Flávia Munhoz, gestora do Departamento de Desenvolvimento de Mercado e Novos Negócios da empresa. O encontro teve a mediação de Ricardo Rocha, professor de Finanças do Insper.

Castello iniciou o bate-papo destacando que, de modo geral, o Brasil ainda não tem a cultura do longo prazo consolidada. “Viemos de um período longo de hiperinflação, no qual o salário perdia o poder de compra rapidamente. As pessoas eram estimuladas a consumir de todas as formas, com crédito barato. Os gastos sempre foram vistos como ‘aquilo que cabe no bolso’, o que não é correto do ponto de vista do planejamento, e essa percepção se perpetuou por gerações”, afirmou.

Na mesma direção, Maria Flávia observou que é muito raro as pessoas aceitarem postergar o consumo, principalmente o público jovem. Por isso, segundo ela, é fundamental facilitar o acesso à educação financeira, com o objetivo de estimular a prática do planejamento e a visão de longo prazo, tendo em vista a formação de uma reserva capaz de preservar a renda no momento da aposentadoria. Embora a maturidade seja uma etapa que possibilite o desenvolvimento de novas atividades profissionais, lembrou a gestora da Bradesco Vida e Previdência, os gastos com saúde, por exemplo, tendem a aumentar, exigindo um reforço para a manutenção do padrão de vida.

Telegram para post

“Nessa jornada, a previdência privada e o seguro de pessoas são instrumentos fundamentais para complementar o orçamento durante a aposentadoria, além de atenderem a outras finalidades, como planejamento sucessório e tributário. E é importante ressaltar que podem ser iniciados em qualquer idade. Nunca é tarde para começar, mas, quanto mais cedo, melhor”, frisou Maria Flávia.

Dentre as principais vantagens dos planos de previdência privada, ambos os especialistas destacaram a flexibilidade, que permite ao participante efetuar aportes a qualquer momento, alterar o regime de tributação do plano e os beneficiários, além de aumentar ou diminuir o valor da contribuição.

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre as principais diferenças entre o seguro de vida e um plano de previdência VGBL. Castello esclareceu que o VGBL é um plano de acumulação, no qual o cliente aporta recursos com o objetivo de formar uma reserva. Dentro desse plano, porém, explicou o diretor da Bradesco Vida e Previdência, é possível contratar um seguro de vida, de forma que parte do que é aportado destina-se ao pecúlio e parte vai para o VGBL.

“O segurado também tem a possibilidade de fechar os contratos de maneira independente. O seguro de vida, por exemplo, é uma excelente opção para cobrir eventuais imprevistos, pois garante estabilidade financeira. De toda forma, o mais indicado é combinar os dois planos, aliando a reserva de longo prazo à cobertura de emergência para uma situação inesperada, como uma doença grave” .

Lembrando que “é sempre melhor prevenir do que remediar”, Maria Flávia orientou os clientes a avaliar criteriosamente as opções de planos, sejam de previdência ou seguro de vida, que mais se ajustam às suas necessidades, e revisar suas prioridades sempre que possível. “Hoje, temos a certeza de que longevidade e felicidade caminham juntas, mas certamente demandam planejamento financeiro. O mais importante é aproveitarmos isso em vida e deixarmos um legado para quem amamos”, concluiu a gestora.

Veja o webinar na íntegra no canal do YouTube do Insper.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta