A construção civil é um dos segmentos que vem impulsionando a economia mesmo diante dos efeitos da pandemia. Segundo estimativas recentes da Câmara Brasileira da Construção Civil (CBIC), o PIB do setor deverá encerrar 2021 com alta de 4%, o que, se confirmado, representará seu maior crescimento desde 2013.

Além da própria CBIC, outros dados divulgados por mais entidades do setor também apontam aceleração do mercado da construção civil, impulsionado pelo aumento nas vendas de imóveis residenciais, projeção de mais lançamentos, além da alta na comercialização dos materiais de construção. Neste cenário, muitos caminhões têm trabalhado com serviços de basculamento, ou seja, descarregando materiais com o levantamento da caçamba.

Elton Andrade, superintendente de Frotas da Mapfre, alerta que o processo de manobra dos componentes oferece riscos e necessita de cuidado e atenção. “As caçambas podem tombar acidentalmente, mesmo quando os caminhões estiverem parados. Por conta disso, veículos originalmente de fábrica caracterizados como caminhões basculantes possuem coberturas automáticas, mas para veículos que foram adaptados para a operação de basculamento há a necessidade de uma proteção extra, a chamada Cobertura Adicional Caminhão Basculando”, comenta.

Telegram para post

De acordo com o executivo, a cobertura é exclusiva para caminhões com carroceria basculante e danos causados no momento do basculamento. “Estão cobertos danos causados ao veículo segurado durante a operação de basculamento, de acordo com os limites de garantia estipulados na apólice”, explica.

Andrade também alerta que alguns riscos não estão contemplados na cobertura, como danos causados pela carroceria basculante quando o veículo estiver em trânsito, danos a terceiros durante o acionamento acidental ou proposital da carroceria e prejuízos causados à carroceria basculante, equipamentos e aos demais itens não amparados pela garantia básica do veículo. “Nestes casos, é necessária a contratação de garantias adicionais próprias. Com o mercado da construção civil tão aquecido atualmente, é fundamental que os clientes com serviços de basculamento estejam atentos a todos os riscos e que se protejam de eventuais impactos financeiros não previstos em suas operações”, complementa o executivo.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta