susep

Já está em funcionamento o novo módulo de gestão de benefícios e ramos faturáveis da Rede Lojacorr. Voltado para beneficiar e empoderar o corretor de seguros, o módulo ProFB aperfeiçoa o Broker One, plataforma tecnológica da empresa.

O objetivo central do novo módulo é disponibilizar funcionalidades personalizadas. De acordo com a analista de Operações da Rede e líder do projeto, Cristina Bronstrup, desde a estruturação, a criação do módulo foi vista como decisiva para a flexibilização na forma de remuneração entre os produtores das corretoras. “A centralização das informações mostra que o corretor pode ter a visualização do seu negócio de forma mais dinâmica e nossa expectativa é trazer mais assertividade, clareza e transparência, bem como agilidade nos processos, tendo em vista que buscamos desenvolver um sistema de fácil acesso e interpretação”, explica.

Devido à velocidade das transformações mundiais, que desencadeiam disrupções em todas as indústrias, mudando o comportamento do consumidor referente às compras, atendimento e canais, os profissionais precisam adaptar suas formas de atuar, buscando desenvolvimento e crescimento. A indústria do seguro está acompanhando a velocidade das transformações pandêmicas, atendendo essas mudanças do consumidor. Essa já é a realidade de muitos corretores de seguros, que estão em crescente transformação e atendendo seus clientes 100% de forma online, desde o primeiro contato, até o fechamento da contratação da apólice. É o que afirma Sandro Ribeiro, diretor de Tecnologia (CIO) da empresa. “O comportamento do consumidor vem se transformando, assim como suas prioridades. Escutar nossos corretores quanto a essas necessidades e apoiá-los em entregas que gerem valor para a sua gestão frente a essas mudanças é fundamental”, diz o diretor.

Telegram para post

Dessa forma, os sistemas e processos precisam estar aderentes. Por isso, a Rede Lojacorr criou o novo módulo, voltado especificamente para a gestão de benefícios e ramos faturáveis. “Está cada vez mais clara a transformação no mercado de seguros, com um crescimento significativo da carteira de vida e saúde. Na Lojacorr, se pensarmos em ramos faturáveis, em 2020 fechamos o ano com uma produção total de R$ 88.585.981,33 e os ramos que mais cresceram em relação a 2019 foram: saúde 68%; vida 39% e transporte 27%. Já no primeiro semestre de 2021, a produção total em ramos faturáveis foi de R$ 60.812.015,20 e os ramos que mais cresceram no período foram: saúde 71%; vida 29% e transporte 25%”, acrescenta.

Esse desenvolvimento foi trabalhado em conjunto com toda a empresa, parceiras seguradoras, corretores e especialistas. De acordo com Luiz Longobardi Junior, diretor de Mercado e Operações (COO), desenvolver esse processo em conjunto com o nosso time foi essencial para enxergar as reais necessidades e desafios. “Por meio do ProFB, qualquer corretor poderá realizar o tombamento das carteiras das corretoras especialistas, nos ramos faturáveis e benefícios, com tranquilidade e segurança, proporcionando agilidade e gestão. Queremos cada vez mais empoderar, fortalecer, potencializar e preparar o corretor para o futuro do mercado”.

Stenio Max, corretor e concessionário da Rede da Unidade Rio Grande do Norte, conta que como já usou softwares de gerenciamento de produção, conhece as necessidades de melhorias no controle dos ramos de Benefícios e Ramos Faturáveis. “Como um dos pilares da Lojacorr é o compartilhamento, e dada a nossa vasta experiência no ramo, fomos convidados para apoiar no desenvolvimento do novo módulo. Foram meses junto com a equipe e outros corretores para realizarmos a primeira entrega do ProFB dentro do Broker One. Tenho uma satisfação imensa em ter feito parte da equipe que aprimorou essa ferramenta”.

N.F.
Revista Apólice

1 COMENTÁRIO

  1. Na Lojacorr os ramos faturados são uma armadilha para o corretor pois como as apólices são emitidas com a corretagem Lojacorr o dia que o corretor resolve sair da Rede ele é obrigado a cancelar todas as apólices e emitir novas! Imagine o corretor com uma carteira grande de saúde ter que fazer isso! O corretor terá que explicar a cada cliente que o seu produto vai mudar e invariavelmente quando o corretor muda uma apólice de saúde, muda o custo e muda a rede! É muito arriscado para o corretor!

Deixe uma resposta