sulamérica

Em 2021, mesmo em trabalho 100% remoto, a SulAmérica decidiu promover diversas iniciativas para engajar os 4 mil colaboradores da empresa no propósito de inovação, além de atrair talentos digitais, adotar novas metodologias de trabalho e quebrar paradigmas corporativos. Nesse contexto, a companhia iniciou em abril a segunda edição do Conexão Criativa, programa que reúne capacitação, mentoria e aceleração de ideias de colaboradores.

A proposta central do Conexão Criativa é incentivar times multidisciplinares a pensar em soluções disruptivas. O melhor projeto ganha a oportunidade de sair do papel, com suporte técnico e financeiro da empresa, além de premiação à equipe vencedora. Na última edição, o prêmio foi uma viagem para o Vale do Silício, nos Estados Unidos. Desta vez, os vencedores participarão de uma viagem que combinará turismo e voluntariado. Em 2021, os novos produtos e serviços apresentados ao júri devem ter como inspiração o conceito de Saúde Integral, que representa o equilíbrio entre saúde física, emocional e financeira e é defendido pela seguradora.

Mas não é só do pitch que vive o programa, que conta com uma programação robusta de oficinas e painéis que dão ao colaborador referências para pensar fora da caixa. No dia 22 de abril, por exemplo, o mesatenista paraolímpico Guilherme Costa comandou o painel “Procurando as soluções do Nemo: criatividade sob uma nova ótica”, no qual tratou sobre como sua experiência pessoal despertou nele a criatividade. “Todos podem ser criativos. Essa é uma habilidade, não um dom. Tem gente que tem mais facilidade, mas a gente pode trabalhar isso, e a minha dica é trabalhar isso todos os dias”, disse.

Telegram para post

Já em 29 de abril, Vinicius Gholmie, fundador da iSPORTiSTiCS, liderou o painel “Human + Machine: Inteligência Artificial e Saúde Física”. A SulAmérica vem investindo em data analytics há pelo menos seis anos e Gholmie definiu os dados como o “novo petróleo” da nossa geração. Outro destaque desse dia foi o workshop “Como ambientes de inovação podem ser mais plurais”, da “startupeira” Isadora Azzalin. “Trabalhando com diferentes, prosperamos como inovadores”, refletiu.

Para tornar esta edição ainda mais especial, além de acesso aos webinars de ideação e modelagem e às trilhas complementares, os participantes podem contar com mentorias coletivas e individuais. “A SulAmérica começou sua jornada de transformação com o que chamamos de ‘Garagem de Inovação’ e depois passamos a expandir a cultura digital pela companhia de forma acelerada. Hoje, trabalhamos intensamente com times multidisciplinares e métodos ágeis, que utilizam Lean, Design Thinking entre outras metodologias modernas para construir as soluções mais assertivas e inovadoras para melhorar a vida das pessoas e levar a elas nossa visão de Saúde Integral”, afirma Patrícia Coimbra, vice-presidente de Capital Humano, Administrativo, Sustentabilidade e Marketing.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta