too seguros

A Pier anunciou o lançamento da tecnologia Pier Bolt para pagamento instantâneo a clientes em caso de roubo ou furto de smartphone. Sucesso na fase inicial, a ferramenta da empresa conseguiu aprovar e autorizar em menos de 1 segundo o reembolso, com TED imediato de forma automática. O sistema usa inteligência artificial e machine learning para criar um modelo de organização de dados exclusivo, tornando possível pagar um cliente no primeiro instante.

“A organização está criando uma nova era para o mercado de seguros. Até antes da existência das insurtechs, as seguradoras pagavam seus clientes com muita burocracia e complicação. A ferramenta traz o pagamento instantâneo, um desafio que é tão complexo que cabe em apenas uma mão”, afirma Igor Mascarenhas, cofundador e CEO da Pier.

“Investimos R$7,45 milhões em engenharia de dados para criar uma tecnologia proprietária e única, com inteligência artificial que usa machine learning para análise de comportamento do usuário e de suas necessidades, além de parametrização para evitar fraudes. Hoje a insurtech tem um sistema que avalia sozinho o risco de cada sinistro com tal perfeição, que já autorizamos restituição imediata. Acreditamos que até o fim deste trimestre cerca de 30% dos clientes que tiverem sinistros serão pagos automaticamente pelo Pier Bolt”, diz Mascarenhas.

A ferramenta utiliza machine learning para fazer um cruzamento de dados com mais de 45 mil combinações diversas, aprender continuamente e tomar decisões a respeito do pagamento da restituição instantânea aos clientes. “O sistema traz a possibilidade de, por meio da tecnologia de nosso app, acompanhar a trajetória de comportamento dos mais de 30 mil membros da base. Com isso, a inteligência artificial aprende sozinha, observa os pontos chaves e avalia informações que são decisivas para definição de pagamento instantâneo em fração de segundos, o que para um ser humano leva algumas horas para ser compreendido”, enfatiza o executivo.

Batizado em referência à velocidade do raio, o Pier Bolt surpreendeu positivamente e já fez 29 pagamentos no primeiro mês de operação. “Quando eu registrei o furto no site da empresa apareceu um temporizador na tela, em segundos recebi a aprovação e logo em seguida o dinheiro já estava na minha conta”, conta o estudante de administração Luan Bezamat, do Rio de Janeiro. “Eu sei de pessoas que tiveram experiências ruins com outros seguros de celular e não imaginava que comigo seria tão simples, descomplicado e rápido. Sempre gostei muito da insurtech, porém, só dá para saber se o seguro é bom mesmo quando a gente precisa dele”, completa.

Disruptivo e pioneiro no mercado de seguros brasileiro, o sistema não exige qualquer cadastro adicional e todos os clientes da base serão analisados pela tecnologia em caso de sinistros. “A análise do pedido tem duas possíveis soluções. Se aprovado pelo sistema, o cliente recebe imediatamente. Literalmente, em 1 segundo a aprovação é feita e o pagamento vai em seguida diretamente em sua conta. Caso não seja aprovado diretamente pela Inteligência Artificial, então segue o processo de pagamento rápido que já temos junto ao nosso time de especialistas em risco”, conta Mascarenhas.

Desde a fundação da insurtech, em 2018, a restituição rápida é uma das principais metas. “Queremos levar leveza e confiança sempre aos clientes, para que possam estar sempre tranquilos. Mesmo antes do Pier Bolt, os casos que passam pelo nosso time de especialistas sempre foram muito mais rápidos do que a média do mercado. Já tivemos um que caso que foi restituído em 38 segundos apenas, no carnaval de 2020”, afirma o executivo.

O sistema inicialmente pagará restituições instantâneas para clientes de seguro celular, onde a empresa já tem uma base de usuários robusta e já estuda há 3 anos o comportamento desses clientes. Para o seguro auto, o Pier Bolt ainda está usando sua tecnologia de machine learning para aprender sobre o cliente, está em fase de análise e entendimento de comportamento do usuário. “De qualquer forma, também em Seguro Auto, somos muito mais rápidos nas restituições de sinistros do que as principais seguradoras do mercado brasileiro, tudo graças ao sistema robusto e tecnologia poderosa antifraudes. Um de nossos clientes recebeu o valor do reembolso em sua conta em apenas 24hrs e nosso prazo em geral é de cinco dias, enquanto a maioria das seguradoras leva bem mais que isso para esse mesmo processo”, ressalta Mascarenhas.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta