seguros

O mercado tem demonstrado sinais claros de mudanças, por isso, desde o início da gestão temos defendido a autonomia do corretor de seguros e vimos realizando inovações que estão norteando o Sincor-SP do século XXI, como a construção e modernização da sede, cujo plano de retorno dos colaboradores aguarda a possibilidade de sua execução.

Para aprimorar a comunicação com a categoria, recentemente lançamos o APP Sincor Digital, por onde ficará mais acessível acompanhar Plantões Técnicos, palestras e áreas restritas, e fizemos uma parceria com a ferramenta Seggy, que permitirá aos corretores comercializar produtos de forma simplificada, em linha com os profissionais e os novos hábitos dos consumidores, especialmente pós-pandemia.

Alexandre Camillo

Estamos trabalhando para acompanhar essa transformação do mercado de seguros, que vai chegar a todos, e para motivar o corretor de seguros a também se ver como o profissional do século XXI, um prestador de serviços extremamente amplo, com entendimento do mercado e do cliente para ofertar soluções que o atendam.

Em meio a tantas mudanças, a Susep percorre este mesmo caminho e apresenta a Circular 621, publicada em 12 de fevereiro, que acaba com os seguros padronizados e o processo de aprovação da autarquia para cada produto criado, dando liberdade às seguradoras para oferecer seguros personalizados de acordo com as necessidades dos clientes.

A nova regulamentação pode ser benéfica ao proporcionar modernização e simplificação na comercialização, mas tende a provocar uma mudança na atuação da nossa categoria, na medida em que os consumidores vão precisar de uma venda ainda mais consultiva.

O canal de distribuição terá papel fundamental na construção dos novos produtos, atendendo de forma assertiva às necessidades dos clientes. A expectativa é que com a Circular 621 se tenha mais liberdade no mercado para o desenvolvimento de produtos, e os corretores atuarão em parceria com os seguradores para atender os segurados.

A profissionalização do corretor e sua diversificação da carteira são essenciais perante as transformações do mundo e da sociedade. Insisto que cada profissional deve se preocupar e apostar no seu desenvolvimento, na sua adequação aos novos tempos.

Contribuindo com isso, a Unisincor em parceria com a Escola de Negócios e Seguros (ENS) oferece diversos cursos inovadores, como o de formação do corretor de seguros em um agente autônomo de investimento. Essa é uma nova área defendida pela Fenacor em parceria com os Sincors – se as plataformas de investimentos estão de olho no mercado de seguros, por que não percorremos o caminho contrário? O momento é de o corretor apostar na qualificação e criatividade da atuação.

O corretor de seguros tem tudo para ser o protagonista dessa transformação dos tempos. Toda mudança traz inquietação, é do ser humano. Mas, vamos tentar enxergar as coisas sem ansiedade e com calma, dessa maneira, podemos ver mais possibilidades e acreditar nas oportunidades.

O futuro é da responsabilidade dos que atuam no presente. Reflita sobre as suas atitudes de hoje, pois são elas que estarão construindo o seu amanhã.

* Por Alexandre Camillo, presidente do Sincor-SP

Deixe uma resposta