trânsito

EXCLUSIVO – O movimento Maio Amarelo é uma campanha de conscientização da segurança no trânsito, cuja primeira edição ocorreu em 2014. A ação foi baseada em uma resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas, que definiu o período entre 2011 e 2020 como a “década de ações para a segurança no trânsito”. Maio foi escolhido por ter sido o mês em que foi publicada a resolução da ONU, dia 11 de maio de 2011. Ao decorrer das sete edições da campanha vários temas foram abordados, desde “Atenção pela Vida”, em 2014, até o “Perceba o Risco. Proteja a Vida”, do ano passado.

O objetivo do movimento é realizar uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. O foco é colocar em evidência o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo também órgãos governamentais, empresas, entidades de classe, associações e federações, visando discutir o assunto efetivamente para engajar ações e propagar o conhecimento sobre a importância de manter-se seguro nas ruas.

Durante a 3ª Conferência Global de Segurança Viária, promovida pela ONU/OMS na Suécia em fevereiro do ano passado, foi atualizado o total de mortes no trânsito: 1,35 milhão de pessoas perdem a vida a cada ano no mundo todo. O último dado de mortes ocorridas no Brasil, disponibilizado pelo Ministério da Saúde e compilados pelo ONSV (Observatório Nacional de Segurança Viária), registrou em 2019 31.945 vidas perdidas. Esse é o número mais baixo desde 2001.

Segundo José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do Observatório, a campanha do Movimento Maio Amarelo deste ano é focada nas atitudes que têm faltado, ultimamente, em diversos ambientes de convivência, como respeito e responsabilidade. “Ela representa bem toda nossa atual vivência no trânsito, muita impaciência e intolerância. É preciso parar e refletir como o trânsito representa nosso atual estado de espírito. Por isso, o Maio Amarelo quer fazer pensar: será que é preciso ser assim?”. Ele diz que a campanha teve que se reinventar na pandemia, investindo em ações virtuais como lives, reuniões virtuais e compartilhando todo o material da campanha em seus canais de comunicação.

De acordo com o Infosiga-SP (Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), em janeiro deste ano o total de acidentes no trânsito subiu 4%, registrando 14.225 ocorrências registrados no mês. Ramalho afirma que, apesar do isolamento social e menos carros estarem nas ruas, a população precisa ter a percepção de que os sinistros de trânsito continuam acontecendo. “É sempre importante reduzir o número desses acidentes e, consequentemente, evitar danos, mortes e sequelas para as pessoas, mas infelizmente, ainda são preocupantes esses índices mesmo durante a pandemia. A falta de consciência durante este período pode fazer com que a vítima precise de um leito de UTI e não consiga. A pessoa que sofrer um sinistro grave de trânsito estará disputando um lugar no hospital com uma pessoa infectada com Covid-19”.

Telegram para post

O diretor-presidente do ONSV ressalta a importância de investir em educação para o trânsito, praticando o respeito e a responsabilidade, como diz o mote do Movimento Maio Amarelo deste ano. “O trânsito mais seguro é um reflexo de uma sociedade mais instruída e consciente do seu papel. Para isso, praticar a empatia e a percepção de risco no trânsito é fundamental. Se todos nós, ao sairmos de casa todos os dias, seja para ir ao trabalho, levar as crianças à escola ou fazer uma viagem, nos disciplinarmos para praticar essa conduta nas vias, ruas e rodovias, podemos ter certeza que os números de lesionados e óbitos no trânsito brasileiro cairá drasticamente”. Ele afirma que o apoio e trabalho em conjunto com as seguradoras é necessário para que elas também possam dar a contribuição delas para a sociedade, buscando uma conscientização e um trânsito mais seguro.

A Porto Seguro organiza a campanha Trânsito+Gentil, que foi criada em 2010 e tem como objetivo fomentar a gentileza e o respeito entre motoristas, passageiros, ciclistas e pedestres, criando um trânsito melhor, mais seguro e, consequentemente, com mais qualidade de vida. A intenção da empresa é motivar as pessoas a disseminarem a educação e boa conduta.

O aplicativo T+G (Trânsito+Gentil) auxilia na dirigibilidade e incentiva o usuário a ser um motorista mais consciente. Durante o uso da ferramenta, o motorista vai somando pontos de acordo com as suas atitudes no trânsito. Hoje o app já conta com quase dois milhões de downloads, oferecendo através da gameficação recompensas para motoristas que dirigem com segurança.

A seguradora concede descontos de até 25% para todos os usuários na contratação ou renovação do seguro auto. E se o condutor tiver entre 18 a 24 anos, o desconto pode chegar a 35%. Segundo Jaime Soares, diretor do Porto Seguro Auto, a empresa acredita que a grande maioria dos acidentes e até mesmo os altos índices de congestionamento poderiam ser evitados com mais tolerância e gentileza. “Boas atitudes contribuem para um trânsito mais pacífico e menos desgastante para todos”.

O executivo lista cinco atitudes que podem tornar o dia a dia no trânsito mais seguro e gentil:

Procure dirigir em ambientes mais calmos

Embora o trânsito seja intenso na maioria das vezes, busque, se possível, caminhos que estejam mais vazios, mesmo que o trajeto seja um pouco mais longo. Isso vai fazer com que o motorista tenha uma sensação mais tranquila.

Tente sair mais cedo

Para que a primeira dica funcione melhor é importante uma boa administração do tempo. Logo, se o motorista já sabe que terá de desviar a rota para uma que gastará mais tempo, precisará sair mais cedo. E mesmo que não faça isso, sair mais cedo dá margem para algum trânsito não previsto pelo caminho. Dirigir sem pressa é essencial para uma condução responsável.

Tente ficar relaxado

Coloque uma música que acalme ou traga um pensamento bom. Pode ser também algum podcast com informações curiosas, de preferência com assuntos que trazem satisfação. Observe o modo como segura o volante e note o quanto está relaxado. Se perceber que está começando a apertar as mãos, suavize os dedos para aliviar a tensão.

Deixe os vidros limpos

Andar com o carro sujo pode contribuir para o estresse. Observe, principalmente, os vidros da frente e retrovisores. Ter uma visão limpa das vias, sem distrações, também é importante.

Procure manter a calma com as atitudes alheias

Tente não perder a cabeça com pessoas irritadas ou que praticam atos irresponsáveis. Siga dirigindo normalmente, de forma educada e segura. Faça sempre a reflexão de que o momento do outro motorista não tem a ver com o seu. Outra dica é não descontar o estresse em buzinadas sem propósito. Reserve a buzina para ocasiões apropriadas.

Nicole Fraga
Revista Apólice

Deixe uma resposta