newe

O principal projeto do INMET voltado ao Agronegócio tem agora representantes da Newe Seguros na equipe, que irão auxiliar no desenvolvimento de índices paramétricos. Batizado de SIM (Serviço de Informação Meteorológica), esse novo sistema será integrado a outras bases de dados do governo e de companhias privadas, sendo capaz de prever potenciais quebras de safra e analisar o desempenho pregresso de lavouras com histórico de até 5 anos.

No apoio ao seguro paramétrico, as informações do SIM INMET servirão de base para a estruturação e precificação das apólices e serão também os dados oficiais para a regulação destes índices.

A precisão na previsibilidade e a antecedência da previsão do risco, graças ao acompanhamento em tempo real das variações climáticas, é destaque no plano estratégico do Instituto.

Para Rodrigo Motroni, vice-presidente da seguradora, “a criação de um indicador paramétrico oficial, somado ao subsídio dado ao produto pelo Governo Federal no início deste ano, sinaliza que a Newe está no caminho certo. Ainda em 2020, nós já trabalhávamos formatação deste produto, que está pronto para a comercialização.”

Como o nome já diz, este tipo de seguro é baseado em índices estabelecidos em contrato entre seguradora e segurado, como, por exemplo, a quantidade de chuva em determinado período e a velocidade do vento, pois estes são riscos a que estão expostas as principais atividades agrícolas do país. “Portanto, é muito bem-vinda mais essa iniciativa do governo e ficamos muito orgulhosos de participar deste projeto”, comemora Motroni.

O acordo de cooperação técnica foi assinado pelo presidente da Newe, Carlos Caputo, e pelo diretor do INMET, Miguel Ivan Lacerda de Oliveira. A duração da parceria é de dois anos, período em que a seguradora terá acesso a todos os dados das estações automáticas do Instituto.

A companhia atua com seguros de nicho e é especialista no ramo rural, que corresponde a mais de 80% da sua carteira de clientes até o momento.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta