accountfy
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Em um ano extremamente desafiador para os negócios, as operações da Austral Holding (Austral Seguradora e Austral Re) registraram crescimento. Dedicadas a grandes riscos, as empresas conseguiram garantir a preservação do negócio impulsionadas por apólices que incluem cobertura para lucros cessantes e por carteiras estratégicas. Recentemente, a agência global de avaliação de risco AM Best, especializada no mercado segurador e ressegurador, preservou os ratings das companhias com base na consolidação de seu forte desempenho financeiro e balanço patrimonial.

Fundada há dez anos, a Austral Seguradora teve crescimento de 62,6% em seu volume de prêmios, em 2020, com incremento de Riscos de Petróleo. A empresa registrou faturamento de R$ 1,047 bilhões, um aumento de quase 40% em relação a 2019, quando o faturamento foi de R$ 644 milhões. O lucro líquido da companhia foi de R$ 26 milhões, com patrimônio líquido de R$ 190 milhões.

“Tivemos um resultado sustentável, que reflete nossas práticas corporativas de governança, apoiada em processos operacionais de tecnologia de ponta. Nossa capacidade técnica fez a diferença, apoiando parceiros e clientes com soluções customizadas e um atendimento cada vez mais próximo”, explica o CEO da companhia, Carlos Frederico Ferreira.

A carteira de Riscos de Petróleo, responsável por R$ 775,3 milhões do total de prêmios, foi o destaque. Em 2020, a companhia conquistou importantes licitações no mercado, corroborando para a alta de 96,5%, o que praticamente dobrou o volume desse tipo de negócio. “As empresas de petróleo buscaram coberturas mais sofisticadas, incluindo a de lucros cessantes em decorrência da perda de produção e proteção de equipamento de subsea, por exemplo. O mercado brasileiro fechou o ano com R$ 1,3 bilhão. Com nosso ótimo resultado nesta carteira, nos firmamos como líder do segmento no Brasil, com 64% de marketshare”, afirma o executivo.

Outros segmentos de atuação da seguradora também tiveram bons resultados, como a operação de Riscos Marítimos, que ampliou sua participação no resultado da empresa em 50%, frente a 2019. Foram R$ 50,3 milhões de arrecadação. Esse montante chega a R$ 63 milhões quando somadas as coberturas para Lucros Cessantes nestas apólices.

Com grande expectativa para o setor, o Seguro Garantia representou R$ 187 milhões em prêmios. A seguradora também obteve destaque nas linhas de Responsabilidade Civil, uma carteira mais recente, com as coberturas de D&O e E&O, marcando crescimento de 225%. O volume de prêmios foi de R$ 19,9 milhões. “Esse mercado se manteve aquecido em 2020 e segue como aposta para novos clientes em 2021, sobretudo com a possibilidade de o país retomar projetos de infraestrutura e concessões”, destaca Ferreira.

Austral Re: crescimento de 42% em prêmios ganhos

Em 2020, a empresa concluiu o processo de incorporação da Terra Brasis, fortalecendo o posicionamento competitivo, com ampliação da cobertura geográfica e complementaridade de portfólios. Os prêmios atingiram R$ 798,5 milhões, um incremento de 42% em relação a 2019.

A companhia mantém foco em contratos de resseguros automáticos e facultativos no Brasil e na América Latina e, por isso, reduziu significativamente suas carteiras dos ramos agrícola, de viagens e catástrofes internacionais, evidenciando melhora na qualidade de subscrição decorrente do reposicionamento e queda da sinistralidade.

Em destaque na carteira da resseguradora, tiveram crescimento apólices ligadas aos ramos de Responsabilidades (de R$ 128 milhões para R$ 228 milhões), Automóvel (de R$ 150 milhões para R$ 160 milhões), e Transportes (de R$ 46 milhões para R$ 81 milhões.

“O mercado de resseguros no Brasil seguiu de forma competitiva, no ano passado, comparado ao cenário mundial. O país foi uma região que não sofreu tanto com outros efeitos da pandemia no mercado segurador, a exemplo de sinistros relativos à interrupção de negócios por conta da Covid-19”, comenta o CEO da Austral Re, Bruno Freire. “Soubemos analisar oportunidades e, em meio a tantas dúvidas em relação à economia do Brasil e do mundo, a empresa ampliou a receita com entregas de soluções consistentes para parceiros e clientes”, diz ele.

Em 2020, a companhia também esteve mais próxima de parceiros estratégicos, inclusive desenvolvendo propostas com startups para o Sandbox Regulatório. Para 2021, a resseguradora tem uma expectativa positiva no desenvolvimento do portfólio no Brasil, além de uma atuação mais consolidada na América Latina.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta