transformação

Estamos vivendo uma era de retrocesso na crise sanitária, mesmo com duas vacinas imunizantes sendo aplicadas em parte da população brasileira, os casos de Covid-19 só estão aumentando. Olhando para o lado corporativo, vejo outro agravante, algumas empresas ainda não entenderam a importância da transformação digital, e o pior, a necessidade de manter seus colaboradores em casa. Segundo dados da OIT (Organização Internacional do Trabalho), o trabalho à distância por causa da pandemia deve permanecer em alta por alguns anos, ou seja, para que a pressa em voltar ao escritório?

A cada dia, no jornal, vejo notícias de empresas de diversos portes anunciando o home office permanentemente, o que é muito bom por sinal. Mas também sei que algumas já retornaram ao trabalho presencial mesmo sem uma melhora significativa nos quadros. Não existe nada plausível para essa resistência em adotar o trabalho à distância. Empresas já realizaram levantamentos e identificaram que a produtividade só aumentou. Por aqui, descobrimos novas oportunidades, geramos novos negócios e a procura pela gestão de benefícios flexíveis, que é deixar na mão do colaborador o poder de escolha de seu benefício, aumentou em 300% durante a pandemia.

Ronn Gabay

Em 2020 nos deparamos com empresas que ainda investiam em processos “jurássicos”, sem uma estrutura de canais “omnichannel”, e com isso, tiveram que se adaptar à nova realidade do mercado. Para muitas foi difícil a adequação, que foi feita com sucesso, já para outras, essa realidade começa agora, pois o aumento nos casos de Covid-19 nos mostrou que não devemos voltar ao modelo híbrido tão cedo. Acredito que essa seja uma nova oportunidade das empresas que ainda duvidavam das novas formas de trabalho, compreenderem que esse é o ano da digitalização nas corporações.

A ascensão do home office, as plataformas de comunicação que facilitam a interação entre as equipes corporativas, os sistemas integrados que auxiliam na troca de documentos e informações com segurança, tudo isso colaborou para a intensificação da transformação digital nas empresas em 2020. E o que falar da aprovação da LGPD? Mais uma prova de que é a hora de deixar de lado antigos processos e adotar os novos, sem lamentações e sem enrolação.

Entendo que para muitos líderes e gestores a transformação digital é uma incógnita, mas quem foi que disse que digitalizar processos seria tarefa fácil? Eu mesmo senti na pele, mas posso dizer que valeu a pena. Com a crise, e graças a essa nova forma de trabalho, tomo café da manhã com minha família enquanto estou logado com o meu time todos os dias. Isso é gratificante. Do RH ao atendimento ao cliente, defendo que a digitalização faz parte de uma revolução no mercado corporativo e que deve ser adotada por todas as empresas.

Sei que a situação é delicada e a vontade de voltar ao escritório pode ser grande para algumas pessoas, mas dá para esperar mais ou um pouco. Enquanto isso, digo aos líderes de empresas e gestores: vamos tentar entender ao máximo as oportunidades que as ferramentas digitais nos oferecem, seja para novos negócios, melhorar o relacionamento com o time ou até mesmo para aprendizado. Logo, poderemos extrair o melhor em inovação para nossas empresas enquanto estamos seguros em casa. Por isso, levanto essa bandeira e digo: “transformação digital nas empresas já!”.

* Por Ronn Gabay, diretor e especialista em benefícios na Bematize

Deixe uma resposta