thinkseg
Andre Gregori (FOTO: Felipe Gabriel)

Além de empresa prestadora de serviço na área de tecnologia em seguros, a startup Thinkseg agora tem autorização para atuar como seguradora dentro do modelo Sandbox. Neste ambiente de negociações, há mais flexibilidade para testar inovações a um custo regulatório menor.  As atuais parcerias serão mantidas e fortalecidas.

A aprovação permite que a insurtech opere e comercialize produtos com novas tecnologias no segmento de seguro para automóvel. “A confirmação no Sandbox é um reconhecimento e um selo de excelência para tudo o que fizemos até aqui. Atesta que a empresa está em linha com as iniciativas mais inovadoras do mercado. Estamos muito felizes”, afirma o CEO da organização, Andre Gregori.

A Thinkseg é pioneira no desenvolvimento do seguro auto intermitente Pay Per Use (PPU), atualmente, comercializado em parceria com a seguradora Generali. A insurtech inovou no mercado brasileiro ao trazer o conceito de modelo de pagamento do seguro auto, atrelado ao quilômetro rodado pelo motorista. Em 2016, esse modelo já era conhecido nos Estados Unidos e alguns países da Europa, mas inexistente no Brasil e na América Latina.

No Pay Per Use, o motorista paga uma assinatura mensal acrescida de um valor (em centavos) por cada quilômetro rodado. O preço do quilômetro varia de acordo com o algoritmo de precificação da empresa. A telemática (telemetria) permite o acompanhamento, sempre respeitando a privacidade do cliente, de acordo com a LGPD.

Em 2020, a Thinkseg também foi a primeira insurtech a realizar a venda de um seguro pelo whatsapp no Brasil, e está preparando a expansão de seu modelo “Pay Per Use” na América Latina, aproveitando a presença de sua investida ComparenCasa.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta