processos

A FenSeg (Federação Nacional de Seguros Gerais) recebeu com satisfação a nova regulação dos Seguros de Danos e Responsabilidades, na forma da Circular 621/21. A iniciativa traz ganhos significativos para o consumidor e para o mercado de seguros como um todo. Em primeiro lugar, aumenta a flexibilidade na contratação das coberturas, de modo que um mesmo produto possa atender diferentes necessidades do segurado. Ela contribui ainda para tornar as relações de consumo mais transparentes, sem perder de vista a fiscalização das autoridades.

A normativa torna o ambiente regulatório mais flexível, estimula a criação de novos produtos, tanto no segmento de Danos e Responsabilidades quanto em outros, proporcionando mais eficiência. O resultado é um aumento da competitividade no mercado, o que é altamente benéfico para os consumidores.

A padronização de produtos deixa de ser o modelo clássico de atuação das seguradoras. As palavras de ordem são qualidade e eficiência. “Daí os investimentos das empresas seguradoras em processos e tecnologias que facilitem a vida dos segurados, o que inclui novos aplicativos e operações online. A oferta de produtos e serviços ajustados às demandas do consumidor é um desafio permanente do setor”, explica o presidente da entidade, Antonio Trindade.

A circular editada na última quarta-feira, 17/02 de fevereiro, reúne propostas técnicas ancoradas nas melhores práticas de uma supervisão principiológica baseada em risco. “O que se observa é o aperfeiçoamento do arcabouço regulatório e não a simples eliminação de exigências. Em cenário de grandes desafios, como o atual, essa iniciativa contribui para engrandecer o setor de seguros, que é peça-chave para o desenvolvimento do país”, conclui Trindade.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta