Covid-19

A Associação de Seguradoras Britânicas (ABI) disse no sábado que seus membros poderão pagar cerca de £ 2,5 bilhões (US$ 3,5 bilhões ou R$ 19 bi) em sinistros relacionados à Covid-19 por perdas em 2020, com sinistros por interrupção de negócios custando £ 2 bilhões.

Os números atualizados de perdas foram coletados dos membros da associação comercial em meados de janeiro, logo após o tribunal superior do país ter decidido pelos segurados em um caso teste sobre reivindicações de interrupção de negócios sem perdas.

A ABI disse que, além das perdas que seus membros enfrentam, o Lloyd’s de Londres estimou anteriormente que enfrentou £ 500 milhões em sinistros de Covid-19 no Reino Unido em 2020, elevando a estimativa geral de sinistro de pandemia no Reino Unido para £ 3 bilhões para o ano.

Além dos £ 2 bilhões em reivindicações de interrupção de negócios, a última estimativa da ABI inclui £ 204 milhões para reivindicações de vida, doenças críticas e proteção de renda, £ 152 milhões para reivindicações de seguro de viagem e £ 121 milhões em vários produtos de seguros gerais, incluindo eventos, casamentos e responsabilidade.

A ABI disse que 123.000 sinistros foram liquidados em todas as linhas e outros 9.000 segurados receberam pagamentos parciais em meados de janeiro.

O diretor geral da ABI, Huw Evans, disse em um comunicado: “A pandemia de Covid-19 não tem precedentes em seu impacto e será um dos maiores eventos segurados dos últimos tempos”.

Ele acrescentou que a ABI reconhece que a pandemia destacou algumas “lacunas desconfortáveis” entre a cobertura esperada e as políticas foram elaboradas.

“Precisamos aprender lições com este evento sem precedentes e redobrar nossos esforços para melhorar a confiança dos consumidores nos produtos de seguro”, disse Evans.

*com informações da CRE

K.L.
Revista Apólice

Deixe uma resposta