Helder Molina

EXCLUSIVO – Para comemorar seus 186 anos de existência, a MAG Seguros realizou na manhã desta sexta-feira, 08 de janeiro, o Congresso Potencialize, que aconteceu através de uma transmissão ao vivo diretamente de estúdios no Rio de Janeiro e São Paulo. Idealizado para corretores e colaboradores da companhia, o evento contou com a participação de executivos e convidados especiais para falar sobre inovação, tecnologia e a importância do seguro de vida.

Na primeira parte do evento, Helder Molina, CEO da seguradora, entrevistou David Roberts, da Singularity University. Segundo Roberts, o alto volume de investimentos em inovação e tecnologia é benéfico para diversos setor, inclusive o de seguros. “Temos mais bancos de dados, agregados a outros, e isso nos traz uma compreensão muito maior sobre comportamentos e tendências”. Para o especialista, o uso da Inteligência Artificial ajuda na melhora da avaliação de riscos e na elaboração do perfil do cliente, o que permite que as companhias ofereçam produtos mais personalizados e melhorem as ferramentas disponíveis para corretores e segurados.

Apontando algumas tendências do setor para a próxima década, Roberts citou o Blockchain e criptomoedas como tecnologias que irão revolucionar a forma de se pensar o seguro. “Essas tecnologias são boas para o mercado segurador, pois permitem que executivos da indústria pensem em como os pagamentos são feitos e como isso muda o risco em tempo real. O blockchain e a criptomoeda mudam a forma como se usa e se planeja o dinheiro”.

Konrad Dantas, fundador da gravadora e produtora KondZilla, uma das maiores do país e da América Latina, contou um pouco sobre sua história de vida e como o seguro foi fundamental para que se tornasse um grande empresário. Criado na Favela do Santo Antônio, no Guarujá, Dantas perdeu sua mãe aos 19 anos em 2008. Após receber o dinheiro do seguro de vida, foi para São Paulo estudar Cinema 3D e a partir desse investimento feito na sua formação surgiram oportunidades para entrar no mercado da música e abrir sua própria empresa. “Se não fosse pelo fato da minha mãe ter pensado no futuro eu jamais teria chego onde estou. É necessário nos planejarmos financeiramente, e adquirir uma apólice é uma ótima forma de fazer isso”.

Durante o evento também foi abordado o planejamento da seguradora para este ano. Expansão territorial; novas parcerias; investimentos em treinamentos e capacitação dos colaboradores e corretores; patrocínio e incentivo ao esporte; lançamento de novos produtos e da plataforma da força de vendas foram algumas das ações citadas. “Tudo isso só será possível graças ao desempenho do nosso time, que continuou dando tudo de si mesmo em tempos de incertezas”, disse Carolina Vieira, diretora da MAG.

Nilton Molina

Na parte final do Congresso, Nilton Molina, presidente do Conselho de Administração da empresa, afirmou que apenas vender seguro não é o suficiente, pois é necessário oferecer valores para o cliente. “Nosso propósito é levar bem-estar a sociedade, por isso devemos sempre defender os interesses do segurado para mantê-lo protegido da maneira correta. Além disso, devemos melhorar a comunicação no mercado para fazer com que mais pessoas entendam a importância de contar com uma apólice”.

Após as palavras do pai, Helder completou dizendo que é fundamental os agentes do setor estarem atualizados e conectados com as mudanças que ocorrem no mundo. “Precisamos ter a capacidade de enxergar novos nichos de mercado. A MAG Seguros está preparada para abraçar as novas oportunidades e com muita honra iremos colher os frutos de tudo o que foi feito em 2020”.

Nicole Fraga
Revista Apólice

Deixe uma resposta