cvg-rs

Com o objetivo de ampliar o olhar sobre o engajamento, resiliência, agilidade e capacidade de adaptação do mercado segurador durante e pós pandemia, o CVG-RS (Clube de Seguros de Vida e Benefícios do Rio Grande do Sul) realizou na noite de quarta-feira, 09 de dezembro, o webinário “O protagonismo do instituto do Seguro na pandemia”. O evento online foi transmitido pela plataforma Zoom e recebeu Marco Antônio Gonçalves, vice-presidente do Conselho Consultivo da MAG Seguros.

A discussão sobre o presente e o futuro do Seguro considerou o cenário decorrente da Covid-19 no Brasil. O webinário foi o quinto de uma série de conversas online que vem sendo produzidas pelo CVG-RS em 2020, abrindo espaços também virtuais de diálogo entre a entidade e associados, corretores de seguros e demais pessoas que se interessam pelo tema . A mediação do evento foi feita por Andreia Araújo, presidente da entidade. Além disso, o webinário também contou com as participações dos diretores da entidade André Thozeski, Júlia Senna, Jane Manssur e do conselheiro do Clube, Carlos Josias.

Gonçalves acredita que, no caminho inverso das perdas decorrentes da pandemia pelo coronavírus, 2020 reservou ao mercado segurador um ano de aprendizado sem precedentes. “Aceleramos discussões que vinham se estendendo há anos. A transformação digital como aliada do nosso segmento está entre essas tendências aceleradas este ano, mas, não só. Hoje passa a ser vital discutir e preparar seguradoras, empresas e corretores para sermos, nós mesmos, aceleradores da criação e oferta de novos produtos customizados e adequados às necessidades individuais de nossos segurados. De um lado, novas plataformas de produtos e serviços estão permitindo aos corretores fazer transações sinérgicas, seguras e convenientes para o cliente. De outro, o próprio corretor de seguros percebe seu papel insubstituível no aculturamento do seguro de vida na sociedade brasileira”, afirmou o executivo.

Marco Antônio atua há mais de 40 anos no mercado de seguros, dedicando sua carreira à criação, gestão e especialização de modelos de negócios, modelos de distribuição e de desenvolvimento e adaptação de produtos em diversos ramos de Seguros e Previdência Privada. “A evolução do nosso segmento não acontece por si só, mas, através de fatores de mudança de patamar. Um desses fatores foi a Reforma da Previdência. Não podemos reduzir o assunto à aposentadoria. A pandemia aumentou nosso patamar de conscientização sobre os riscos individuais e a necessidade do brasileiro de aprender a viver a previsibilidade. Terminamos este ano mais fortes, com mais consciência securitária. Aprendemos muito e este foi nosso maior ganho em 2020. Corretores de seguros e seguradoras, estamos juntos aprendendo a sermos generalistas de proteção. Estamos aprendendo a oferecer soluções diferenciadas e customizadas a cada perfil de segurado. O corretor, ao levar segurança à sociedade, deve ser capaz de perguntar a seu cliente se ele está pronto para encarar a longevidade. Ele vai viver mais, mas, vai viver como? Com que qualidade de vida?”, disse.

A presidente do CVG-RS destacou que o assunto gerou bastante interesse entre o público participante. “Muitas perguntas não puderam ser respondidas esta noite pelo tempo curto de duração do evento online. Aguardamos ansiosos que os encontros presenciais venham, tão logo possível, com mais tempo para as conversas que tanto gostamos, se estendendo noite afora sobre temas tão importantes para nosso mercado. Este ano, não pudemos realizar nossa tradicional festa do Prêmio Destaques. Por outro lado, aprendemos a criar novos cenários, momentaneamente virtuais, para comemorar os trinta anos do Clube e os bons encontros como o desta noite, que nos enchem de orgulho do crescimento consciente de nosso setor. Permanecemos juntos e fortalecidos por tudo o que aprendemos em 2020”, destacou Andreia.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta