wiz

Em levantamento feito pela Robert Half, empresa especializada em recrutamento e seleção, a engenharia será a segunda profissão mais relevante do mercado em 2021. Diante dessa expectativa de retomada do setor, que movimenta diversas frentes, como área civil, elétrica, mecânica, agrícola entre outras, a Porto Seguro ressaltou sobre a importância desses profissionais contarem com o seguro de Responsabilidade Civil Profissional.

Segundo Marcelo Santana, gerente de Ramos Elementares da seguradora, o Responsabilidade Civil Profissional é indispensável para os profissionais de engenharia, diante dos riscos que a profissão envolve e que qualquer profissional está sujeito a passar. “O seguro ampara aqueles que realizam serviços profissionais de engenharia, assim como quem supervisiona ou controla diretamente os estudos de viabilidade, levantamento de informações técnicas, cálculos ou pesquisas”, afirma.

O produto conta com coberturas para reclamações de terceiros vinculadas a atos danosos ocasionados pelo segurado (profissional) durante o exercício da profissão, reembolso dos custos de defesa e também gastos com restituição de imagem, no qual a seguradora pagará os custos de um plano para restituir a imagem do profissional caso necessário. Além disso, garante perdas resultantes de vazamento acidental, ocorrido de forma súbita e imprevista, e de substâncias de quaisquer poluentes (exceto materiais nucleares e/ou radiativos) que tenha cessado em até 72 horas após seu início.

“Nenhum profissional está isento de falhas, no entanto, quando isso ocorre, o prejuízo financeiro pode impactar todo o negócio e a imagem do engenheiro”, ressalta Santana. “Por isso, contar com o seguro é importante para amparar as possíveis perdas financeiras em consequência dos seus atos, erros ou omissões”, conclui.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta