comissão

Corretores de seguros que vendem Porto Seguro Previdência vão receber comissão adicional para cada aporte a partir de R$ 200 feito por seus clientes nos planos de previdência PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre), individual ou para crianças, novos ou já vigentes.

O comissionamento diferenciado, que será concedido para contribuições feitas até o dia 18 de dezembro, pode chegar a até 1,75% valor do aporte realizado.

Ao realizar os aportes até dezembro, o participante que efetua a declaração completa do Imposto de Renda consegue deduzir suas contribuições já na próxima declaração. O incentivo fiscal é exclusivo na modalidade PGBL e permite a dedução das contribuições e aportes feitos ao plano em até 12% da renda bruta anual do participante.

A vantagem é que além de pagar menos ou restituir mais IR enquanto investe, o cliente pode realizar aportes e aumentar ainda mais sua reserva futura. Em caso do resgate e benefício, por sua vez, haverá a cobrança de Imposto de Renda, conforme opção na contratação pelo regime de tributação (regressivo ou progressivo).

Fernanda Pasquarelli, diretora de Vida e Previdência da seguradora, lembra que esse período do ano em que as pessoas costumam ter um rendimento extra com o 13º salário, PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e os bônus recebidos no final de ano contribuem para aumentar a reserva financeira futura.

Para os participantes que efetuam a declaração simplificada do Imposto de Renda ou que ainda assim queiram efetuar um aporte em um plano de previdência, podem contribuir no plano de modalidade VGBL, que embora não seja dedutível do IR, a tributação em caso de resgate ou benefício será apenas sobre o rendimento e não sobre o valor total acumulado, como ocorre nos planos PGBL.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta