bradesco

EXCLUSIVO – Para falar sobre a transformação digital no mercado de seguros, a Revista Apólice realizou na tarde de ontem, 08 de dezembro, mais uma edição do evento “Diálogos Apólice 25 anos”. Dessa vez o convidado foi o superintende de Operações da Bradesco Seguros, Rodrigo Herzog. A mediação da transmissão ao vivo foi feita pela jornalista Kelly Lubiato.

A Bradesco Seguros vem investindo na experiência digital com foco na jornada do cliente e ao longo de 2020, mesmo com a pandemia, lançou uma série de funcionalidades em seu aplicativo, como o serviço de auto vistoria e a ‘Assistência Dia & Noite’ no seguro residencial. Segundo Herzog, a digitalização dos processos vai de encontro com as tendências que o mercado já vinha observando há alguns anos. “Mas é importante lembrar que não podemos criar serviços e produtos e forçar o cliente a usar o digital. É fundamental investir no conceito de multicanalidade para atender as demandas do consumidor, que irá procurar pelo meio que for mais conveniente para ele”.

Pensando também em ajudar o corretor neste momento de distanciamento social, a Bradesco Seguros implementou novas funções no Portal de Negócios para facilitar a rotina do parceiro. As novidades promovem a gestão de oportunidades de venda e da carteira do corretor, incluindo o registro de contatos, avaliação das oportunidades e expansão dos cards de acompanhamento. “Nosso papel como seguradora deve ser auxiliar os corretores, oferecendo ferramentas que os mantenham em contato constante com os clientes. O principal objetivo é reduzir o uso do papel e diminuir a burocracia, tendência que vem sendo adotada por diversos segmentos”, disse Herzog.

O executivo afirmou que é necessário que o mercado pense não apenas na operação, mas no produto como um todo. Ele acredita que há uma tendência de que o digital evolua cada vez mais e que as empresas que conseguirem atender o segurado de maneira rápida, mas eficiente, serão as que irão obter melhores resultados após a crise. “As empresas que gerarem mais consciência de risco irão mais longe. Sendo assim, o grande segredo para aumentar a penetração do mercado é melhorar a comunicação e oferecer produtos mais personalizados, que se encaixem na fase da vida que aquela pessoa está passando”.

Sobre a relação consumidor x seguradora no futuro, Herzog disse durante a live que devido à pandemia os segurados estarão cada vez mais próximos das empresas e que o mercado passará a discutir cada vez mais o conceito de proteção familiar, e não apenas do bem. “O seguro tem assistência, coberturas e benefícios que podem ajudar a vida das pessoas. É necessário oferecer proteções que tragam valor agregado ao público, pois não existe mais o pré-conceito de que o seguro só serve nos momentos em que ocorre algum sinistro. Estaremos cada vez mais presentes no dia a dia do cliente, isso já é uma realidade”.

Veja a entrevista na íntegra:

Nicole Fraga
Revista Apólice

Deixe uma resposta