Poucos estabelecimentos requerem tanta atenção de proprietários, colaboradores e clientes quanto os postos de combustíveis. Além do manuseio constante de produtos inflamáveis, a circulação de pessoas requer cuidados adicionais quando o assunto é segurança.

Para atender a esse segmento a Argo Seguros oferece um produto composto por quatro modalidades diferentes.

“Devido aos vários riscos que os postos de combustíveis estão expostos, oferecemos o Patrimonial, o Responsabilidade Civil Profissional, o RC Ambiental e o Transporte de Carga dentro da mesma proposta ao segurado”, afirma Mariana Miranda, head Marine & Corporate Sales da seguradora.

No caso do Patrimonial a apólice garante a segurança do estabelecimento contra incêndios, raios e explosão; bem como vendaval, furacão e granizo; até o roubo de bens e valores em seu interior. Já o seguro de Responsabilidade Civil Profissional é direcionado para a Pessoa Jurídica, mas protege o cliente contra erros não intencionais causados na prestação do serviço, como, por exemplo, o abastecimento do veículo com o tipo errado de combustível pelo funcionário do posto.

Nesse caso o limite do seguro pode variar entre R$ 100 mil e R$ 1 milhão. Despesas nas esferas civil, criminal e administrativa; procedimento arbitral; acordo judicial e extrajudicial; indenização; pedido de ressarcimento; e o custo de mediação são algumas das suas principais coberturas.

O seguro de Responsabilidade Civil Ambiental cuida não apenas do transporte dos combustíveis, mas também de outras cargas consideradas perigosas, como substâncias tóxicas e corrosivas. A apólice visa proteger contra danos causados em um evento sinistro causado no transporte da carga, seja no carregamento ou descarregamento, ou mesmo durante o seu trajeto.

Por fim, como o próprio já diz, o quarto e último seguro cuida do Transporte do produto, desde de sua produção até a entrega. “No casos específico dos postos de combustíveis, temos ainda um plano de proteção para o transporte de gasolina, além de um seguro de Responsabilidade Civil Ambiental, cujo valor varia de acordo com o número de viagens para abastecimento por mês”, diz Mariana.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta