O desempenho dos portos brasileiros apresentou um crescimento de mais de 31,5% na movimentação de mercadorias nos últimos 9 anos, segundo a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Neste contexto, as empresas do setor têm um papel importante para a economia do país e, por isso, é imprescindível que elas tenham instrumentos de proteção para a continuidade dos seus negócios. Para atender a esta demanda das companhias do setor, a Zurich lançou o seguro Operador Portuário, que conta com um pacote de serviços e coberturas para minimizar os riscos e possíveis prejuízos causados por danos materiais e/ou corporais a terceiros, desde que ocorridos no interior ou entorno da área portuária.

Segundo Camila Santos, superintendente de Responsabilidade Civil da seguradora, mesmo com a pandemia da Covid-19 há expectativas positivas para o setor quando houver a retomada integral das operações, já que o Brasil é um país com 215 instalações portuárias (uma das maiores do Hemisfério Sul, considerando as operações públicas e privadas). “Entramos em um mercado estratégico e nossos seguros vão atender um segmento que é responsável por movimentar cerca de 1 bilhão de toneladas minério de ferro, petróleo e derivado, soja e milho”, afirma.

“Criamos um pacote completo de serviços para o setor, com coberturas e serviços de gerenciamento de riscos. As empresas ainda vão poder contar com o nosso time de especialistas”, complementa a executiva.

O seguro da companhia é dividido em três tipos de coberturas: Responsabilidade Civil (cobertura ampla); Danos Materiais a bens móveis e imóveis; Perda de receita bruta e/ou despesas adicionais ou extraordinárias, consequentes de paralisação total ou parcial das atividades do segurado. Tem também outras adicionais, como:

– Danos Morais
– Coleta Local e Entrega
– Doença Ocupacional/Lesão Cumulativa
– Armazenamento em Tendas
– Guarda de Veículo, Reboques e Contêineres
– Cobertura para Informação e Consultoria
– Cobertura para Responsabilidade Civil de Incêndio
– Cobertura para Violação de Direitos Pessoais
– Quebra de Máquina
– Danos Elétricos
– Perda e/ou Pagamento de Aluguel
– Despesas com Honorários de Especialistas e/ou Consultores
– Aquisição de Bens Móveis e Imóveis

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta