EXCLUSIVO – Os tempos agora são diferentes, mas alguns hábitos devem ser mantidos, como a tradicional festa de posse da nova diretoria do Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo, que completa 48 anos em 2020. Se a aglomeração física ainda não é aconselhável, no ambiente online ela conforta os participantes e prestigia seus líderes, além de motivar a nova gestão.

Rivaldo Leite, presidente do Sindicato das Seguradoras de São Paulo, foi o primeiro convidado a falar na posse da nova diretoria, composta por Evaldir Barbosa, Ednir Fornazzari e Nilson Moraes. “As coisas são mais fáceis quando temos um grupo coeso e agradeço muito ao apoio neste primeiro ano à frente do SindSeg-SP. Desejo muito sucesso nestes próximos dois anos e coloco o Sindseg à disposição”, disse Leite.

Robert Bittar, presidente da Escola de Negócios e Seguros, desejou sorte à gestão para a condução de uma entidade tradicional em tempos diferentes, congregando a categoria em busca do crescimento individual e coletivo. “Temos uma parceria com todas as instituições e nossa atuação é relevante em São Paulo, fruto da sinergia com as entidades. Mantemos uma proximidade importante na oferta de cursos e desejo que possamos continuar nesta toada de desenvolvimento e capacitação profissional”, desejou Bittar.

O presidente da Fenacor, Armando Vergilio, também participou do evento e disse que a entidade continuará empreendendo as ações que o mercado necessita. Ele comentou também sobre o pacto intergeracional que o Clube promove. “A história do Clube foi importante também para a formação do Sincor-SP, já que gerou vários líderes para a entidade”, pontuou.

Alexandre Camillo, presidente do Sincor-SP, lembrou que este momento exige muito de todos, com aumento da ansiedade e queda da tolerância. “Todo bom humor é bem-vindo neste momento”. Ele, que faz parte do CCS-SP desde o ano 2000, disse que espera continuar fazendo jus à história do CCS-SP. Camillo falou também sobre o lançamento do livro que conta a história do Clube, que entre outras coisas guiou a comunicação do setor e foi o antecessor do Jornal dos Corretores de Seguros, publicação do Sincor-SP.

“O momento exige muita inteligência por conta dos desafios que estamos vivendo, mas que são apenas uma degustação do que virá pela frente. Muitos foram os momentos na história em que as entidades passaram e que os líderes deram orientação aos passos dos profissionais. Porém, agora, vivemos Sincor-SP, Fenacor, ENS, SindSeg-SP, um momento de congraçamento e alinhamento, compondo um ecossistema sólido para produzir o melhor para a sociedade e para o consumidor”, ressaltou Camillo.

O novo mentor, Evaldir Barboza, afirmou que haverá trabalho árduo para atender aos objetivos de inovar e capacitar os associados da entidades. Ele relembrou sua história no Clube, trazido por Boris Ber, ex-mentor e vice-presidente do Sincor-SP. “Vamos trabalhar para fortalecer o setor e continuar a luta pela visibilidade dos corretores de seguros”, garantiu.

Ednir Fornazzari, secretário da entidade, prometeu dedicação e amor no exercício da sua secretaria no CCS-SP. “O caminho tem que ser estreito com as companhias de seguros, assim como as outras entidades que atuam no setor”, finalizou.

 

Nova diretoria CCS-SP – Gestão 2020/2021

Mentor: Evaldir Barboza de Paula
Secretário: Ednir Fornazzari
Tesoureiro: Nilson Moraes
Junta Fiscalizadora: Ivone Elise Gonoretske, Gilberto Januário e Marcia Del Bel

Kelly Lubiato
Revista Apólice

Deixe uma resposta