Com o propósito de se fazer cada vez mais presente no no segmento de mobilidade, a Seguros Sura, junto com a corretora especializada em mobilidade, Better Seguros, firma parceria com a SCOO, startup brasileira de patinetes, bicicletas e equipamentos elétricos que administra os bicicletários da Linha 4- Amarela e Linha 5- Lilás do metrô, oferecendo o compartilhamento de patinetes e bicicletas em algumas estações na cidade de São Paulo.

Com esta parceria, a seguradora potencializa sua estratégia de promover a mobilidade na cidade trazendo bem-estar ao paulistano ao lado da startup, que tem expertise no segmento ao integrar diferentes modais para viabilizar a mobilidade urbana, somando na entrega de uma solução desenvolvida de acordo com as necessidades dos usuários, baseada nos diferentes hábitos e estilos de vida das pessoas.

“Juntos, vamos potencializar o nosso objetivo em comum de transformar o dia a dia das pessoas através de uma mobilidade urbana sustentável e segura”, diz Carlos Savarese, diretor de Mobilidade e Resseguros da seguradora.

A solução garante proteção durante o uso dos patinetes, bicicletas convencionais e, em breve, das bikes elétricas, com coberturas para acidentes pessoais dos usuários e eventuais acidentes envolvendo terceiros, danos e subtração dos equipamentos.

“A segurança dos nossos usuários e do patrimônio deles é uma prioridade para nós. Por isso, buscamos desenvolver um produto exclusivo para que além da mobilidade, a SCOO esteja no mercado com os melhores diferenciais e cuidados”, afirma a diretora de Novos Negócios e Marketing, Karina Nahoum.

De acordo com Savarese, esse é mais um avanço da seguradora para responder a demanda no segmento de mobilidade, visto que as pessoas estão aderindo cada vez mais ao uso de patinetes e bicicletas. “Este é um público crescente, e estamos atentos à essas transformações para oferecer segurança e tranquilidade para que as pessoas completem sua jornada da melhor forma possível”.

A nova parceria faz parte do movimento da companhia de agregar valor à vida das pessoas e investir em ações de mobilidade urbana no país.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta