O Índice de Confiança do Setor de Seguros (ICSS), pesquisa mensal realizada pela Fenacor, indicou que, neste final de setembro, apenas 13% dos corretores de seguros entrevistados acreditam no crescimento da receita do setor nos próximos seis meses. Entre os seguradores, esse percentual é maior, chegando a 33%.
Em contrapartida, enquanto 74% dos corretores ouvidos projetam uma estabilidade no faturamento do mercado e somente 13% temem uma queda, entre os seguradores chega a 24% o percentual dos que esperam uma redução da receita e a 40% os que acreditam que o setor vai andar de lado nos próximos meses.
Quanto ao desempenho da economia brasileira, 61% dos corretores e 30% dos seguradores responderam que aguardam uma estabilidade no último trimestre de 2020 e nos primeiros três meses de 2021.
Para 28% dos seguradores, o cenário será “pior” (24%) ou até “muito pior” (4%). Entre os corretores, 9% temem um agravamento do quadro econômico.
Mas há quem acredite na retomada imediata da economia, resposta dada por 42% dos seguradores e 30% dos corretores.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta