A Investtools, empresa de soluções tecnológicas para o mercado financeiro e administração pública, acaba de desembarcar em um novo setor: o dos fundos de previdência privada. A techfin foi uma das 17 selecionadas entre mais de 200 startups para o Hupp!, o primeiro hub de inovação e tecnologia voltado exclusivamente para o segmento da previdência privada, que administra R$ 1 trilhão em investimentos. Com o programa de aceleração, a companhia vai adaptar um software reconhecido há 10 anos para controle do fluxo operacional de gestoras de fundos de investimento.

O programa é organizado pela Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de
Previdência Complementar), Conecta e LM Ventures, e tem como objetivo gerar negócios
entre Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPCs) e empresas que
desenvolvem produtos capazes de agregar valor ao mercado. Através de uma prova de
conceito, a Investtools vai propor soluções para problemas reais das entidades
participantes. Uma ou mais instituições vão financiar o produto apresentado, que poderá
ser aderido, posteriormente, pelas mais de 250 parceiras da entidade.

A companhia foi escolhida para integrar a solução de Sistemas de Investimento, que busca
sistemas que permitam a automatização dos investimentos em diversas classes de ativos.
Esta já é uma especialidade da empresa que, com o produto que é seu carro-chefe, o
Perform It, viabiliza desde 2010 um software para monitorar as operações de gestoras de
forma totalmente automatizada, garantindo um alto grau de segurança da informação.

Para David Gibbin, CEO da empresa, o programa oferece uma oportunidade de
adaptar as soluções do Perform It para atender a um mercado inédito para a organização
“Nós enxergamos esse momento do mercado de previdência privada de forma muito
parecida com a que víamos o mercado das gestoras há 10 anos, quando começamos a
implantar o Perform It. Estão utilizando métodos muito complexos e pesados para o
controle das operações, e nosso objetivo através do Hupp! é oferecer soluções leves, fáceis de usar, automatizadas e que promovam a transparência. Aplicando essas propostas
de inovação, vamos ajudar na transformação digital das entidades de previdência privada”.

O programa de aceleração vai durar nove meses. Além da prova de conceito para
apresentação de soluções inovadoras de acordo com as principais demandas das EFPCs,
serão oferecidos às startups eventos, atividades e mentorias para aumentar a
compreensão sobre o funcionamento do setor de Previdência e auxiliar no
desenvolvimento da empresa.

As EFPCs que vão participar do Hupp! são: a BRF Previdência; a CAPEF; a Fundação Itaú
Unibanco; a Real Grandeza; a Funpresp; o Fundo de Previdência Mais Futuro; a PreviBosch; a Previ; a Previnorte; a Valia; e a Viva Previdência.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta