Segundo a Confederação Nacional do Transporte (CNT), no Brasil mais de 60% das cargas são transportadas por rodovias. Mesmo em momentos de instabilidade econômica, algumas mercadorias não deixam de ser consumidas e o transporte destes produtos não param. Em homenagem ao Dia Nacional do Transportador Rodoviário de Cargas, que é celebrado hoje, 17 de setembro, Rose Matos, gerente do Porto Seguro Transportes, dá algumas dicas para a segurança e sustentabilidade dos negócios logísticos rodoviários.

Segundo Rose, o setor logístico envolve diversas frentes que precisam de atenção para que a carga chegue ao seu destino final com segurança. “Além do seguro para o transportador e dono da carga, ter os processos definidos com orientações aos motoristas, manutenção do veículo, atenção a mercadoria e o gerenciamento de risco são indispensáveis”, diz Rose.

A executiva cita os principais pontos de atenção para cada frente do processo logístico. Confira:

Motorista

O motorista é essencial no transporte rodoviário, já que é ele quem conduz a carga ao destino final. Orientá-lo sobre os processos é importante para manter a segurança no transporte, e isso pode ser feito através de treinamentos, cursos de primeiros socorros e de prevenção de acidentes.

Veículo

A transportadora e o motorista também precisam se atentar a manutenção preventiva do caminhão. Além de prolongar a vida útil do veículo, a manutenção garante a segurança do motorista, diminuindo os riscos de acidentes, além de evitar atrasos no deslocamento e gastos não previstos para a empresa.

Mercadorias

O processo de acondicionamento da carga é indispensável no transporte de mercadoria, o que envolve avaliar, diagnosticar, planejar e programar a entrega dentro do prazo estabelecido pela empresa dona da carga. Além disso, o armazenamento e embalagem são fatores importantes para manter a carga intacta até o destino final.

Gerenciamento de riscos

O mercado de transportes demanda soluções de gerenciamento de risco cada vez mais modernas, tecnológicas e eficazes para driblar alguns dos desafios que ameaçam a integridade das cargas. É importante investir em tecnologias de monitoramento e rastreamento de veículos e cargas, que contribuirão para a segurança e produtividade da empresa, o que resulta também na maior satisfação do cliente final.

Seguro de carga

Além das empresas transportadoras, nas quais o seguro para cargas é obrigatório de acordo com a Lei nº 73/1966, os embarcadores (donos de mercadorias) também podem contratar diretamente a apólice para garantir segurança à carga da empresa, caso alguma coisa aconteça com o produto. O seguro garante o ressarcimento do valor segurado em caso de sinistro, o que garante a sustentabilidade do negócio.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta