Leonardo Costa (Foto: Rodrigo Capote)

Leonardo da Costa acaba de assumir a unidade de operações como diretor responsável por Processos de Negócios e Operações Digitais da everis Brasil, consultoria de Negócios e TI. No novo cargo, seu desafio é escalar as operações dessa unidade no País, levando às empresas-clientes processos de negócio transformacionais, movidos por inteligência artificial (AI), linguagem natural (NLP), analytics e RPA entre outras tecnologias.

O objetivo é gerar mais eficiência e competitividade, aproveitando o melhor das habilidades e capacidades humanas, alavancando o desempenho por meio da tecnologia. “Nosso propósito é gerar valor por meio de uma abordagem baseada em nuvem, melhorando a experiencia e satisfação dos clientes ao mesmo tempo que aumentamos os resultados de negócio utilizando ferramentas de análise, proporcionando uma visão 360º da operação”, afirma Costa.

Em sua trajetória profissional, o executivo acumula experiência em empresas de consultoria, tecnologia e serviços, liderando unidades de negócios e estruturas de vendas, relacionamento com clientes e operações de empresas de diversos setores, tendo sido responsável pela implementação de estratégias de go to market, planos de crescimento, projetos de eficiência operacional e experiencia digital.

Com quase 20 anos de atuação no mercado, Costa ocupou antes a função de diretor Executivo na Minsait-Indra e foi diretor de Desenvolvimento de Negócios e Vendas na TIVIT, além de passagem pela CSU CardSystem e UOLDIVEO. Bacharel em Matemática, com pós-graduação em Administração de Empresas pela FAAP, o executivo tem MBA em Gestão de Tecnologia da Informação pela FIA-USP e é ainda formado em Educação Executiva pelo IESE Business School.

“As empresas brasileiras estão investindo fortemente na transformação de seus negócios e na estruturação de jornadas de consumo e atendimento mais satisfatórias e interativas aos clientes em seus múltiplos canais. Este cenário torna fundamental termos conosco um profissional pronto para entender as demandas de negócios e a auxiliar no aperfeiçoamento dos processos operacionais de back e front office para, não só atender, mas superar as expectativas do mercado”, ressalta Ricardo Neves, CEO da consultoria.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta