13/08/2022

Com queda na venda de veículos novos, seguradoras reinventam produtos e atendimento

seguro

ATUALIZADO DIA 20/08/2020 ÀS 10:16

EXCLUSIVO – Segundo uma pesquisa feita pela LMC Automotive, as previsões para compra de carros neste ano eram altas, mas foram impactadas como a chegada da crise do coronavírus. Dados obtidos pela empresa apontam o Brasil como o País que sofrerá a maior redução no número de vendas de veículos, com diminuição de até 40% em 2020 e 15% em 2021.

Essa queda no consumo pode fazer com que o setor volte ao mesmo índice de vendas em apenas 2022 e só ultrapasse os três milhões de automóveis vendidos em 2024. Portanto, é necessário refletir sobre como isso pode afetar o mercado segurador.

A carteira de automóvel mantém, no acumulado até junho, uma queda de 5,9% na arrecadação (R$ 16,3 bilhões). Entretanto, no sexto mês do ano, o resultado é positivo, com um montante em prêmios de R$ 2,8 bilhões, um aumento de 2,6% quando comparado com o mesmo período em 2019. Estes números foram divulgados na 25ª edição da Conjuntura CNseg.

Por conta dessa retração, seguradoras vêm adequando-se à nova realidade e adaptando seus produtos para atender às novas necessidades dos clientes. A tendência de decréscimo nas vendas de veículos novos é algo que a Liberty Seguros já vem acompanhando há um tempo e, por isso, investiu em projetos condizentes com este cenário. “Passamos a ofertar produtos mais enxutos e adequados às demandas do mercado, comercializados pela nossa marca Aliro, e flexibilizamos as condições de pagamento dos nossos seguros, aumentando o número de parcelas para 12x no cartão de crédito e até 10x no débito em conta. Também aumentamos o prazo em 60 dias para que o segurado realize o primeiro pagamento”, diz Paulo Umeki, vice presidente de Produtos da companhia.

Na Bradesco Auto/RE são oferecidos alguns produtos acessíveis aos diferentes públicos e já foi disponibilizado desde o ano passado o produto Auto Light, que em média pode chegar a prêmios até 30% menores que o seguro tradicional, sem perda de coberturas e mantendo a qualidade dos serviços ofertados. O cliente ainda tem até 30% de desconto na franquia no centro automotivo Bradesco Auto Center (BAC). “Ao aprimorarmos nossos serviços, produtos e a forma de se relacionar com clientes e corretores, estamos atendendo às necessidades do mercado e mantendo a competitividade de nossos produtos”, afirma Eduardo Menezes, superintendente de Produto Auto na seguradora.

A Mapfre, além de também estar flexibilizando as condições de pagamento do seguro, manteve a manutenção dos prêmios de 2019 nas renovações das apólices e reforçou as soluções digitais para a realização da vistoria (como envio de fotos no aviso de sinistro realizado por aplicativo para smartphone ou pela internet) e para perícia (com o uso de telefone e WhatsApp para envio de vídeo e/ou fotos). A empresa investiu nessas medidas como forma de continuar protegendo veículos e, segundo Luis Gutiérrez, CEO de seguros da companhia, “é importante que o mercado atue de forma mais consultiva, mostrando como o seguro é um elemento importante de segurança social, na medida em que garante a manutenção da renda e o planejamento sucessório diante de eventualidades”.

Tendências

Segundo Luiz Padial, diretor de Automóvel da Tokio Marine, com o envelhecimento natural da frota, os produtos com maior aceitação de ano/modelo, como é o caso do Tokio Marine Auto Popular, que cobre automóveis com até 25 anos de uso, terão cada vez mais espaço no mercado. “Cerca de 70% da frota de veículos do País circula hoje sem seguro, e a maioria desses carros são de modelos mais antigos, na qual grande parte dos condutores não contratam uma apólice por não serem aceitos pelas seguradoras. Há um potencial de cerca de 30 milhões de motoristas que podem entrar no nosso setor e, apesar de ser um momento muito complicado, todos nós temos tido a oportunidade de nos reinventar, de repensar e adaptar nossa visão de negócio”, diz Padial.

Para Jaime Soares, diretor do Porto Seguro Auto, outra grande tendência da carteira é o maior uso de ferramentas tecnológicas. Recentemente a Porto Seguro fechou uma parceria com a Volkswagen e passou a disponibilizar através do sistema VW Play, do esportivo Nivus, um aplicativo onde o segurado pode acionar assistência 24h, guincho sem limites de km, carro reserva ou crédito em aplicativos de transporte em caso de sinistro. Tudo isso pelo painel do veículo. “Independente da quarentena, estes são recursos importantes e facilitadores, que possibilitam o contato de forma remota. O atendimento digital tem sido mais do que uma simples vantagem e se mostra fundamental para atender as necessidades dos consumidores”, ressalta o executivo.

Nicole Fraga
Revista Apólice