ATUALIZADO DIA 16/07/2020 ÀS 16:48

EXCLUSIVO – Depois de quatro de isolamento social no Brasil como consequência da pandemia de coronavírus, os impactos causados pela Covid-19 ainda estão sendo avaliados por diversos setores e pela sociedade. É possível perceber as mudanças nos hábitos de consumo dos clientes e o mercado segurador segue se adaptando para atender a essas novas demandas. Por isso, é fundamental que corretores estejam antenados e preparados para suprir as necessidades dos seus segurados.

Para estar preparado no “novo normal”, é necessário entender que não se trata apenas de vender seguro. Com uma boa gestão e um bom gerenciamento da carteira, o corretor pode, certamente, conseguir oportunidades e alavancar suas vendas mesmo durante esse período de crise.

Na Porto Seguro, através de canais de comunicação digitais com o corretor, são apresentadas uma série de dicas para ajudá-los a criar mecanismos que permitam uma boa organização e atendimento, como, por exemplo, manter a carteira atualizada, segmentar os clientes, fazer um bom trabalho de pós-venda, manter canais de vendas e informações atualizados entre outros. “Atualmente os consumidores exigem que os corretores tirem suas dúvidas, expliquem como os produtos funcionam, esclareçam os benefícios de cada solução e recomendem os produtos mais indicados para o seu perfil. Todos esses fatores contribuem para que o profissional estabeleça uma relação sólida e de confiança com os seus clientes e aumente suas vendas”, afirma Rivaldo Leite, vice-presidente Comercial e de Marketing da companhia.

Outra estratégia para continuar vendendo durante a pandemia é investir em capacitação, pois através dela é possível que o corretor esteja por dentro dos desafios que estão impactando diretamente o mercado segurador. A Tokio Marine passou a oferecer subsídios e treinamentos para que corretores e assessorias estejam capacitados, treinados e bem informados a respeito dos produtos e serviços da empresa, facilitando a parte operacional e potencializando as vendas. “Desde o início da pandemia, intensificamos os treinamentos online de algumas modalidades que acreditamos que estão com uma procura maior, como Empresarial, Garantia, Imobiliário, Agro Safras e Vida, segmentos importantes na diversificação das carteiras dos corretores e consequentemente na geração de negócios”, diz Valmir Rodrigues, diretor executivo Comercial da seguradora.

Corretores também devem aproveitar o aumento da conscientização da importância do seguro no Brasil. Estima-se que apenas entre 4% e 7% da população conte com um seguro de vida individual. Quando comparado com países mais desenvolvidos, este índice salta para a casa dos 70%. Na MAG Seguros, houve um crescimento médio anual na última década de 20% neste segmento. “As pessoas estão mais abertas e conscientes sobre olhar para o futuro e, de fato, planejá-lo. Todos precisam estar preparados para os três riscos sociais aos quais qualquer um de nós está exposto: a morte, a invalidez e a sobrevivência. A pandemia nos mostrou que precisamos estar protegidos, e essa é uma boa oportunidade para vender”, afirma Helder Molina, CEO da empresa.

Leia mais: Coronavírus: quais seguros o corretor pode ofertar durante a pandemia?

Devido ao isolamento social, outra tendência que surgiu no mercado é o atendimento totalmente online. A cultura digital nunca esteve tanto em evidência e muitas empresas notaram que esta é uma crescente preferência dos clientes. Por isso, as companhias estão se adaptando para oferecer cada vez mais produtos e ferramentas digitais para seus segurados.  “A partir dessa tendência de consumo, entendemos que os corretores também têm de estar preparados para atender os consumidores no online, além de prospectar novos clientes no ambiente digital. Independente do momento, é importante que eles se adaptem ao ambiente digital, pois aqueles que não buscarem evoluir junto com a tecnologia com certeza irão ficar para trás”, ressalta Marcos Machini, vice-presidente Comercial da Liberty Seguros.

Nicole Fraga
Revista Apólice

1 COMENTÁRIO

  1. Ótimo conteúdo, parabéns! Vale ressaltar que o mercado online tem muitas possibilidades, tanto em relação ao atendimento, como a forma de alcançar os clientes e redes sociais, por exemplo.

Deixe uma resposta