A Liberty Seguros anunciou uma série de melhorias em um de seus principais produtos do segmento vida: o Liberty Vida Global, voltado para empresas com até 600 colaboradores. As novidades vêm para atender a uma crescente demanda de corretores de todo o Brasil, ampliar as possibilidades de negócios para esses parceiros e oferecer seguros empresariais mais completos.

O produto foi elaborado para proteger os funcionários das organizações de maneira coletiva e, com a novidade, passa a ter uma contratação mais rápida e simples, além de uma aceitação flexível para diversos formatos de contratos trabalhistas, como trabalhador temporário ou jovem aprendiz, que tenham vínculos empregatício com o estipulante e estejam registrados e cadastrados no E-Social ou na ausência deste, na GFIP, e sócios e/ou diretores constantes no contrato social entre outros tipos de registro.

Além disso, o plano tornou-se mais fácil de contratar, pois agora dispensa a apresentação de documentos como DPS (Declaração Pessoal de Saúde) e oferece opções de desconto dependendo da forma de pagamento escolhida pela empresa, podendo variar entre cartão de crédito, boleto ou débito à vista ou parcelado. Além disso, agora a cobertura de DIH (Diária de Internação Hospitalar) está disponível nas contratações das coberturas Morte Acidental e Morte Natural e a Assistência Funeral oferece maior limite de capital, cobrindo despesas de até 8 mil reais.

A expansão é fruto do trabalho da seguradora para ampliar sua atuação no segmento de Vida e faz parte da campanha “Na Vibe do Vida”, lançada neste mês para incentivar e desenvolver corretores parceiros nesse mercado.

Leia mais: Liberty Seguros lança cobertura em parceria com a Autoglass

“A companhia está atenta às necessidades dos consumidores e temos o compromisso de oferecer produtos acessíveis aos nossos clientes”, afirma Alexandre Vicente, diretor de Seguros de Pessoas da empresa. “Com essa premissa, expandimos o Vida Global e o disponibilizamos para uma maior gama de empresas, além de oferecer um produto mais competitivo e atrativo para os negócios dos corretores parceiros”, ressalta.

N.F.
Revista Apólice

Deixe uma resposta